Prefeitura quer ajuda de Brasília para realizar obras emergenciais na zona Norte

0

Casas correm risco de desabar em comunidade / Foto: Eduardo Metroviche
Casas correm risco de desabar em comunidade / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

A Prefeitura de Osasco enviou ao Ministério da Integração Nacional um decreto emergencial para expor a situação de risco em que se encontram 183 casas na comunidade do Jardim Santa Rita, na Zona Norte da cidade. O problema foi tema de reportagem do Visão Oeste em maio.

São necessários R$ 20 milhões

De acordo com a administração municipal, “a Prefeitura já possui projeto para resolução do problema, entretanto precisa de auxílio financeiro dos órgãos do governo federal para resolver a situação”.
As chuvas em junho aumentaram ainda mais o risco de desabamentos no local e agora é aguardado o acolhimento do decreto pelo Ministério da Integração Nacional para contratação de obras em regime de urgência. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, serão necessários R$ 20 milhões para estabilizar o terreno e evitar o risco de deslizamento.

publicidade

Conforme informou a reportagem do Visão Oeste em maio, diversas casas já foram interditadas, mas muitas famílias ainda vivem na comunidade.
De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Osasco, Delcides Regatieri, cerca de 50 famílias já foram removidas da região e recebem auxílio-aluguel da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Osasco, bem como da concessionária Sabesp – responsável por alguns vazamentos nas residências. Muitas delas já estão cadastradas em programas sociais do município. O total de pessoas afetadas que estão diretamente mapeadas na área de risco instalada é de 486.

publicidade
Comentários