Sociedade se une em Fórum de Desenvolvimento Regional

0

Seminário na Ciesp teve participação de vários segmentos / Foto: Eduardo Metroviche
Seminário na Ciesp teve participação de vários segmentos / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Sindicalistas, empresários e outros membros da sociedade civil realizaram seminário na quarta-feira, 30, para discutir a formação do Fórum de Desenvolvimento Regional. O órgão, que deve ser formalizado no final de novembro, vai complementar o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste), que uniu oito cidades da região.

Espaço vai complementar o Consórcio Regional

O objetivo do Fórum é ser plural, para debater e levar propostas para o Cioeste. Serão criados dez grupos temáticos, como Desenvolvimento Econômico, Mobilidade Urbana, Políticas Sociais e Cidadania, entre outros.
O seminário foi realizado no Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) de Osasco. Rafael Marques, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e da Agência de Desenvolvimento do ABC falou sobre a experiência de sua região com o assunto. Segundo ele, o Fórum de Desenvolvimento na região de Osasco “pode virar referência para aprofundar as políticas públicas, para exercer diálogo e para formar uma elite de pensamento regional que defenda sua região”.

publicidade

O prefeito de Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT), que preside o Cioeste, lembrou que o consórcio da região oeste – que reúne Osasco, Carapicuíba, Barueri, Jandira, Itapevi, Santana de Parnaíba, Cotia e Pirapora de Bom Jesus – será o maior do país em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) envolvido. Os oito municípios reúnem 2,23% do PIB do Brasil, “mais do que oito estados da Federação”, como lembrou Fabio Fonseca, do Ciesp.

Capital e trabalho
A união de capital e trabalho em torno de objetivos comuns foi comemorada por todos. “[Estamos] juntos no mesmo debate de tanto que nós, individualmente, demos murro em ponta de faca, não tendo nossas aspirações atendidas pelos governos”, disse Fabio Fonseca, diretor do Ciesp. José Elias de Góis, presidente do Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região (Cissor), falou na mesma linha: “o movimento sindical já amadureceu bastante e sabemos que é através do diálogo que vamos conquistar nossos objetivos”.

publicidade

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Jorge Nazareno, a vaidade era o que impedia a integração regional. “A forma como os prefeitos estão organizando o consórcio nos permite dizer que, em breve, vamos colher os frutos”, comemorou”.

Órgão terá conselheiros e coordenadores

O Fórum deverá ser composto por 30 representantes de um conselho geral e cada um dos 10 grupos temáticos terá um coordenador, que realizará reuniões periódicas. A iniciativa também já tem a participação da Unifesp, que tem um campus em Osasco. O professor Murilo Leal Pereira Neto disse que a universidade poderá “contribuir na formação de quadros, nas áreas em que a Unifesp é especializada”.

Comentários