Cidades da região estão fora da área recomendada para vacinação de febre amarela

0
Vacina é indicada para pessoas que vão viajar para locais endêmicos / Foto: Priscilla Carvallho
Vacina é indicada para pessoas que vão viajar para locais endêmicos / Foto: Priscilla Carvallho

Os casos de febre amarela tem causado temor e correria nos postos de saúde, mas segundo lista divulgada pelo Ministério da Saúde, as cidades da região estão fora da área recomendada para vacinação.

publicidade

Segundo a Coordenadoria de Vigilância em Saúde de Barueri, a vacina é indicada apenas para pessoas que vão viajar para áreas endêmicas como Minas Gerais, onde ocorrem maior presença da doença.

“Não é necessário que a população saia correndo para o posto de saúde. Não existe necessidade de tomar vacina de maneira indiscriminada. A cidade tem as doses, mas só serão vacinadas aquelas pessoas que realmente vão para alguma área de risco. Não existe até o momento febre amarela em Barueri”, explicou Rosana Perri Andrade Ambrogini, coordenadora da Vigilância em Saúde.

publicidade

O morador que viajar e quiser saber se é preciso se vacinar ou não pode se informar na Coordenadoria de Vigilância em Saúde de Barueri pelos telefones 4163-1049 e 4198-2630.

O Ministério da Saúde divulgou na segunda, 30, os novos dados sobre a doença no país. Foram notificados 568 casos suspeitos de febre amarela, cerca de 430 permanecem em investigação, 107 foram confirmados e 31 descartados. Já os 113 óbitos notificados, 46 foram confirmados, 64 permanecem são investigados e 3 foram descartados. Segundo lista feita pelo órgão, as cidades da região estão fora da área recomendada para vacinação.

publicidade

A febre amarela apresenta dois ciclos de transmissão distintos, o silvestre e o urbano. No ciclo silvestre, os macacos são os principais hospedeiros e amplificadores do vírus e os vetores são alguns gêneros de mosquitos. No ciclo urbano, o homem é o único hospedeiro com importância epidemiológica e a transmissão ocorre a partir de vetores urbanos, no caso os Aedes aegypti que estão infectados.

Como o Aedes é um dos possíveis transmissores da doença, prevenir a proliferação do mosquito é a forma de evitar, não apenas a chegada da febre amarela, mas também da dengue, a zika e a chikungunya.

 

Comentários