Basquete Osasco estreia em casa no Campeonato Paulista

0
Time osasquense durante treinamento na terça, 19, no ginásio Geodésico / Foto: Leandro Conceição

Sábado, 23// Clube recebe Rio Claro, às 18h, no Geodésico

publicidade
Time osasquense durante treinamento na terça, 19, no ginásio Geodésico / Foto: Leandro Conceição
Time osasquense durante treinamento na terça, 19, no ginásio Geodésico / Fotos: Leandro Conceição

Leandro Conceição

Embalado pela conquista dos Jogos Regionais, em São Bernardo do Campo, e sua primeira viagem internacional, à China, o Basquete Osasco estreia neste sábado, 23, contra o Rio Claro na divisão especial do Campeonato Paulista. A partida acontece a partir das 18h, no ginásio Geodésico, na Cidade das Flores.

publicidade

Para a disputa, o time do experiente técnico Ênio Vecchi mescla atletas experientes, como o armador Thyago Aleo, em seu segundo ano no clube, e novidades, como o ala-pivô Igor, um dos nove contratados para a temporada (veja o elenco completo abaixo).
“A gente tem que começar com o Paulista pé direito. Nesse primeiro jogo, especialmente por ser em casa, temos que começar com vitória. Se a gente conseguir embalar umas três vitórias logo no começo do campeonato vai ser muito importante”, afirma Thyago Aleo.

Igor destaca que “a equipe está treinando muito forte, se preparando bem para a estreia”. O ala-pivô ressalta que “é um campeonato muito curto, a gente não pode bobear, temos de jogar cada jogo como se fosse o último, nos dedicar ao máximo”.

publicidade

Thyago Aleo pede o reforço da torcida nos jogos do Basquete Osasco no ginásio Geodésico, que costumam ter entrada gratuita. “A torcida é essencial, vai ser o nosso sexto jogador na quadra”.

Além do Basquete Osasco, estão na briga pelo título da competição o América / Unirp / Rodobens / SMEL Rio Preto / 3M, Associação Bauru Basketball Team, Associação de Basquete XV de Piracicaba, Esporte Clube Pinheiros, Franca Basquete / Magazine Luiza, Liga Sorocabana de Basquetebol, Mogi das Cruzes / Helbor, Paulistano / Corpore e Rio Claro Basquete.

ELENCO DO BASQUETE OSASCO
Thyago Aleo, André Góes, Nico Domínguez (armadores); Rodrigo Biro (ala-armador); Fabio, Flowers, Gustavo (alas); Igor (ala-pivô); Rafael Colaço, Lacerda, Lupa, Fernando Mineiro e Michel (pivôs)
Técnico: Ênio Vecchi


“Temos tudo para representar bem a cidade”, diz treinador Ênio Vecchi

IMG_20160719_093732290


Em entrevista ao Visão Oeste, técnico do Basquete Osasco fala sobre expectativa para o Paulista e diz que time tem sido convidado para o NBB

Visão Oeste: Qual a expectativa do Basquete Osasco para o Campeonato Paulista?
Ênio Vecchi: É um campeonato muito competitivo, tem tudo para ser um grande campeonato. Nossa meta é classificar bem para os playoffs. Nos playoffs a gente pode subir ainda mais na classificação geral.

Qual a importância da pré-temporada na China na preparação para o Paulista?
Há um crescimento técnico e nós abrimos uma grande porta para Osasco em eventos internacionais, o que para o futuro vai ser muito importante.

O senhor está no comando do Basquete Osasco há dois anos. Como avalia este período à frente do time?
O Basquete Osasco vem fazendo tudo com muita consciência, pé no chão. Dentro dessa diretriz, temos conquistado bons resultados, fomos campeões dos Jogos Abertos, vice da segunda divisão do Paulista ano passado, fomos convidados para jogar a divisão especial do Paulista, temos convite para jogar o NBB (Novo Basquete Brasil) também. Só depende da nossa estrutura financeira para que a gente possa participar, ainda mais, das principais competições do país. O trabalho vem sendo cauteloso e com grandes resultados.

Como aconteceu o convite para o NBB e como estão os diálogos para que isso ocorra?
Como nosso time vem tendo visibilidade, uma condição técnica que favorece a participação na liga nacional, esse convite tem aparecido. É uma questão de tempo, se não der agora nessa próxima NBB, quem sabe, na próxima. Vamos participar na hora em que tivermos condições para participar bem. Sem essas condições, não adianta. É uma competição longa, exige que o time muito bem em todos os aspectos, financeiro, técnico, logístico. Precisa pensar bem antes de entrar. A liga também dando condições para os times participarem ajuda muito, isso estamos aguardando também. Mas nosso foco agora é o Campeonato Paulista. Temos tudo para representar bem a cidade. Nossa tendência é crescer cada vez mais.

Qual sua expectativa para as seleções de basquete do Brasil nas Olimpíadas?
No masculino, o Brasil tem chance de brigar por uma das medalhas. Já no feminino é diferente, o Brasil está em uma fase de transição, uma transição um pouco traumática e o resultado que vier vai ser benéfico.

Comentários