Carol Nogueira

publicidade

Quando as nuvens ficam carregadas e escuras, os moradores do Jardim Rochdale, zona Norte de Osasco, ficam apreensivos com a chegada da chuva e o frequente problema das enchentes que castigam o bairro. Um piscinão, construído em 2007, era esperança para ajudar a amenizar o problema, mas está forrado de sujeira, lama e mato e mais parece um esgoto a céu aberto.

Na semana passada, o prefeito Rogério Lins (PTN) levou a deputada federal Renata Abreu (PTN-SP) ao Rochdale em busca de “em caráter de urgência, uma ajuda especial junto ao governo do estado pela limpeza do piscinão do bairro, o que ajudará a amenizar os problemas de enchentes no local”, declarou.

publicidade

Responsável pela limpeza dos piscinões, o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), do governo do estado, diz que não foi feita limpeza e manutenção no local no ano passado devido às moradias nas margens e dentro do reservatório, o que impossibilita o acesso de equipamentos.

De acordo com a prefeitura de Osasco, “a Secretaria de Habitação está trabalhando na remoção de famílias que ao longo dos últimos anos foram ocupando irregularmente áreas de risco, para lugares adequados e seguros”.

publicidade

“Quando chove enche tudo aqui”

Enquanto isso, com um piscinão praticamente inútil no bairro, o drama das enchentes continua trazendo prejuízos e riscos à população do Rochdale. Esta semana, com as fortes chuvas, diversas vias voltaram a apresentar pontos de alagamento.

“Quando chove enche tudo aqui, o pessoal perde móveis, tem muitos prejuízos. Fora os mosquitos que esse matagal atrai”, lamenta o ajudante José Vieira Nunes, 63. “Quando inaugurou o piscinão a gente achava que esse problema acabaria, mas esse piscinão nunca é limpo, só junta lixo”, diz o pedreiro Luiz Gonzaga, 60. Os dois são vizinhos do piscinão.

Morador do bairro há 25 anos, o açougueiro Everaldo Santos conta que nem a comporta que teve de colocar no portão de casa dá conta de evitar alagamentos em sua residência. “Quando chove forte não adianta”.

Vizinhos do reservatório, Luiz Gonzaga e José Vieira Nunes
reclamam da situação de abandono no local / Foto: Leandro Conceição

 

Sujeira e falta de conscientização 

Além da falta de limpeza do piscinão e dos córregos do bairro, outro problema é a falta de consciência de muitos munícipes, que despejam lixo no piscinão e nos córregos.

“O córrego está cheio de mato e lixo que as pessoas jogam”, reclama o morador do Rochdale Everaldo Santos. E quanto maior a sujeira, maior o número de ratos e insetos.

Para amenizar os problemas, a prefeitura de Osasco tem realizado mutirões de limpeza às margens do Braço Morto do Tietê e na avenida Marginal, entre outras áreas.

Durante a semana, o prefeito Rogério Lins visitou os bairros Rochdale, Portal e Açucará, que foram prejudicados pelas fortes chuvas, para determinar ações emergenciais de desobstrução, limpeza e assistência social às famílias atingidas. Também anunciou obras nas regiões afetadas.

Comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui