Crianças enviam cartas a profissionais da saúde que atuam no combate à covid-19 em Barueri

0
Barueri
As cartas foram enviadas eletronicamente pelas crianças, impressas e entregues aos profissionais / Foto: Secom

Em meio a pandeia de covid-19, em que o distanciamento social é a principal forma de prevenção e contenção do vírus, profissionais do Serviço Social de Barueri desenvolveram uma iniciativa para transmitir afeto e carinho aos trabalhadores que estão na linha de frente contra a doença. O projeto “Abraçando a Saúde com Laços da Educação” transmitiu o calor do abraço por meio de cartas, desenhos e mensagens de apoio, gratidão e força criadas por crianças e entregues às equipes de saúde durante o mês de julho.

publicidade

“Quando abri a minha carta, chorei de emoção. Era um desenho magnífico, feito com muito amor por uma criança incrivelmente habilidosa. Eu recebi todo o carinho daquela criança nas minhas mãos, gostei demais! Esse projeto é maravilhoso, realmente me trouxe força, confortou meu coração neste momento tão difícil que estamos passando. Algo tão lindo e tão amoroso no meio da guerra contra o coronavírus é um presente que não tem preço”, afirma a médica Simone Magalhães, que atua há 25 anos na saúde de Barueri.

Barueri
Foto: Secom

O enfermeiro Luciano Vitor Batista, que trabalha em Barueri há oito anos, conta que o presente não poderia ter chegado em momento melhor. Sua cartinha chegou em uma semana bastante difícil na unidade onde atua, quando a equipe estava fragilizada pela perda de um colega de trabalho próximo e também de um paciente que marcou a todos.

publicidade
Barueri
Foto: Secom

“Quando veio a carta estava todo mundo emocionalmente comovido e aquilo impulsionou nossa motivação para continuar. Foi muito gratificante, muito emocionante, li três vezes o relato que as meninas do serviço social fizeram e o desenho que a criança me deu já mandei emoldurar como uma recordação pro resto da vida, pra mostrar aos meus filhos que foi uma fase muito difícil do país e pra eles lembrarem que houve pessoas que nos ajudaram muito nessa batalha. Ninguém quer título de herói, na verdade, ninguém quer ser herói num país onde morreram 100 mil pessoas, mas você receber algo assim de uma criança é muito bacana e motivador, nos ajudou muito”, declara Luciano.

O projeto já alcançou mais de 400 profissionais da Saúde de Barueri

Para ganhar forma o projeto contou com a parceria de escolas, como a Emef Professor Ézio Berzaghi, a Emei Professor Alfredo do Carmo e a Emef Mário Joaquim Escobar de Andrade, além de instituições como a Paróquia Rainha Santa Isabel Parque Viana, a Igreja do Evangelho Quadrangular Park das Nações e o Instituto Barueri Paraolímpico (IBP), do Jardim Líbano. Eles incentivaram as crianças a participarem e enviarem suas cartas e desenhos eletronicamente, para não serem expostas ao vírus. A loja HC Informática, do Jardim Júlio, contribuiu imprimindo tudo a cores para que pudesse ser entregue aos profissionais homenageados. Ao todo foram recebidos 259 arquivos.

publicidade

Foram contempladas equipes de recepção, médica, enfermagem, fisioterapia, saúde mental, serviço social, odonto, Raio-X , cozinha, condutores de ambulância, setores administrativos, nutrição, farmácia, higienização, rouparia, atendimento, limpeza, segurança, transporte e maqueiros, entre outros.

A assistente social Danila Martins Martelli, idealizadora do projeto, conta que o nome foi inspirado no poema “O laço e o abraço”, de Maria Beatriz Marinho dos Anjos. “A equipe de Serviço Social pensou esse projeto considerando que o cenário da pandemia vem ocasionando tristeza e comoção em todo o mundo, que profissionais da saúde estão na linha de frente expostos aos riscos de contaminação, administrando diariamente o medo, lidando com o peso da falta de um abraço, o desgaste físico, mental e emocional”.

Já foram contemplados 402 funcionários do Pronto Atendimento Vanderson César de Almeida, hospital exclusivo para a covid-19 em Barueri, e das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Hermelino Liberato Filho, do Jardim Belval, e Maria Francisca de Melo, do Parque Viana. Juntamente com a carta foi entregue o texto “Você é uma História Bonita no Meio da Dor de Alguém”. A intenção, é ampliar o projeto para todas as unidades que atuam contra o vírus. Em cada unidade a equipe local do Serviço Social deu um toque especial, com decoração e painéis com mensagens inspiradoras para motivar os colegas, como ocorreu na UBS do Belval.

“Trabalho nessa área há 17 anos; desses 17, são 15 anos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e nunca vi uma enfermidade, uma doença mexer tanto com profissionais como essa, e do mesmo modo, nunca vi uma fase na qual tantas pessoas se aproximaram no sentido de ajudar, e esse trabalho nos ajudou muito”, finaliza o enfermeiro Luciano.

Quem tiver interesse em participar dessa corrente, basta enviar a carta digitalizada ou fotografada com nitidez e boa resolução para o e-mail saude.pa.paulista.ssocial@barueri.sp.gov.br.

Comentários