Crivelli Advogados participa de evento que reuniu mais de 40 dirigentes sindicais...

Crivelli Advogados participa de evento que reuniu mais de 40 dirigentes sindicais de Osasco e região

0
Compartilhar
O advogado Ericson Crivelli discursa no evento / Foto: Divulgação/Nova Onda Comunicação

Na manhã desta terça-feira, 7, a Crivelli Advogados esteve representada em evento que reuniu mais de 40 dirigentes sindicais no Sindicato dos Comerciários de Osasco e Região (Secor) para firmarem um Acordo de Unicidade Sindical e Pelo Não Fracionamento das Bases de Representação ou Territoriais.

Os advogados Ericson Crivelli, Sara Quental e André Watanabe participaram da reunião. O escritório tem ampliado sua atuação nas áreas Trabalhista e Previdenciária junto a sindicatos, como o dos Bancários e dos Vigilantes de Barueri, e está prestes a inaugurar um novo escritório em Osasco.

Diversos sindicatos de Osasco e região firmaram o Acordo de Unicidade Sindical e Pelo Não Fracionamento das Bases de Representação ou Territoriais por avaliarem que, em meio aos ataques a direitos, com a reforma trabalhista que começa a valer dia 11, e a reforma da Previdência posta em pauta pelo governo Temer, entre outras iniciativas, mais do que nunca é momento de união entre as entidades que representam os trabalhadores.

“Este acordo, alicerçado nos princípios de respeito entre os sindicatos, na ética entre as suas lideranças e na preservação das conquistas de cada categoria fortalece as lutas pela manutenção e expansão dos direitos dos trabalhadores”, diz o texto do documento assinado pelos sindicatos.

O acordo reúne sindicatos e entidades que representam categorias como comerciários, bancários, vigilantes, metalúrgicos, condutores, servidores, profissionais da saúde e aposentados, entre outras. “A unidade de vocês é um exemplo para todo o Brasil”, declarou Ericson Crivelli aos sindicalistas.

Organizado pelo Conselho Intersindical de Saúde e Seguridade Social de Osasco e Região (Cissor), o acordo estabelece que na hipótese de tentativas de fracionamentos de base ou quebra da unicidade sindical haverá mobilização dos sindicatos unidos e sua intervenção solidária “tanto no segmento jurídico como em ações diretas”.

Compartilhar

Comentários