Justiça determina bloqueio dos bens do prefeito de Jandira

6
Caso seja condenado, Barufi pode perder o cargo e ter seus direitos políticos suspensos. Foto: Divulgação

A juíza de Direito Renata Moreira Dutra Costa, da 2ª Vara da Comarca de Jandira, determinou no último dia 17 de janeiro o bloqueio de R$ 3,5 milhões e mais oito veículos do prefeito de Jandira, Paulo Barufi (PTB). O motivo, segundo a magistrada, são os indícios de que a Barufi teria autorizado a Prefeitura a contratar – de forma irregular – a Organização Social (OS) Federação Nacional das Entidades Sociais e Comunitárias (Fenaesc) para gerir o Hospital Municipal. Além de Barufi, a secretária de Saúde do município, Jaqueline De Pascali, e a própria Fenaesc também tiveram bens bloqueados. O valor total do bloqueio dos envolvidos ultrapassa R$ 6,6 milhões.

publicidade

Para tentar sanar um problema crônico envolvendo a principal unidade de saúde de Jandira, em abril de 2017 Barufi contratou, após licitação, a Fenaesc. O contrato – que tinha um ano de validade – estava orçado em R$ 21 milhões. De acordo com Dutra Costa, a Organização Social não ficou sequer dois meses à frente do Hospital Municipal de Jandira. Entretanto, nos 57 dias em que administrou a unidade recebeu da Prefeitura R$ 1,750 milhão. O contrato previa ainda o pagamento de R$ 3,3 milhões, que não chegaram a ser pagos.

Para Dutra Costa, “as contratações em questão teriam sido efetuadas de forma irregular e causado prejuízo ao erário, pelos vultuosos valores, em tese, pagos”. A juíza justifica que a indisponibilidade dos bens é cabível quando há indícios de responsabilidade na prática do ato de improbidade, e que esse ato cause dano ao erário. Caso seja condenado, Barufi pode perder o cargo e ter seus direitos políticos suspensos. Entretanto, não há qualquer condenação sobre ele e com relação ao bloqueio de bens o petebista ainda pode recorrer.

publicidade

UMA SÉRIE DE PROBLEMAS

Mesmo antes de assumir o Hospital Municipal de Jandira a Fenaesc já apresentava uma série de problemas. A começar pelo pedido de prisão preventiva decretada dias antes contra dois representantes da empresa. A suspeita era de que os diretores tivessem desviado de dinheiro público quando a OS administrava o Hospital de Cajamar. Na unidade de Cajamar a Fenaesc era acusada também de não honrar compromissos trabalhistas e de não recolher INSS.

publicidade

Apesar dos apontamentos, durante uma coletiva de imprensa – em maio de 2017 – Barufi chegou a dizer que a Fenaesc era a única a atender os requisitos legais e que, a despeito dos problemas, não havia nada que desabonasse a entidade. “Temos um contrato de um ano com a Fenaesc, mas se ela não apresentar saúde financeira nem idoneidade para administrar nós podemos romper o contrato”, prometeu à época.

Durante os dias em que administrou o Hospital Municipal de Jandira a Fenaesc foi acusada de truculência no processo de transição, de não pagar salários e de não deixar os funcionários terem acesso aos locais de trabalho. Duas greves chegaram a ser deflagradas no período. Estes teriam sido alguns dos motivos para o rompimento com a OS.

 

Comentários

6 COMENTÁRIOS

  1. O minisyerio publico deveria ver as casas de mae de familia como eu e mais 700 familia que eles querem colocar na rua so pra abrir uma rua ligando o sesi ate o fatima um obra que com certeza so vai beneficiar a poucos para fazer bonito .vamos pensar nas pesssoas que moram no bairro a mais de trinta anos .baruf nunca mais nao podemos fechar os olhos e votar nele de novo

  2. Pô Ir favor aproveite e investigem a existência de uma escola fantasma aqui no bairro bosque de Jandira, o terreno foi doado pela paulista SA para a prefeitura construir uma escola para os moradores, mas ha quiser anos nada foi feito só tem mato , mas lá na prefeitura nos documentos há uma escola,eu quero saber para onde foi o dinheiro da suposta construção dessa escola

  3. Ainda está uma vergonha a saúde de Jandira , no CRH mesmo só tem um ortopedista para atender a população toda de Jandira e o mesmo só trabalha das 9:00 horas até as 12:00 e só três dias na semana a maioria das coisas que precisamos como exames e especialistas temos sempre que correr para outras cidades porque Jandira tá uma safadeza .
    A visão do prefeito e de vários candidatos são de fazer melhoria para quem tem carro e os demais que se ferra .
    Paulo barruf vergonha em Jandira

  4. Decepcionante….um homem q foi professor de quase todos moradores de Jandira…não dar atenção a educação e ainda surrupiar o dinheiro público de nossos impostos.

  5. Fora os animais abandonados e desnutridas no Centro de Jandira…um infeliz deste nem para fazer um abrigo ou uma entidade ou seu la como se chama ONG …vamos lá fazer alguma coisa útil e multar o povo por abandonar seus animais

  6. A cidade de Jandira está abandonada.ruas cheias de buracos , escolas caindo aos pedaços a saúde então nem se fala ….. não aguento mais tanta corrupção…

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresas flagradas com trabalho escravo financiaram 10% dos deputados federais
Próximo artigoBarueri abre inscrições para curso de auxiliar de cabeleireiro