Mais um é preso por execução de mulher no Jardim Roberto, em...

Mais um é preso por execução de mulher no Jardim Roberto, em Osasco

0
Compartilhar
Tatiane foi executada na frente da mãe, no Jardim Roberto / Fotos: reproduçaõ

A Polícia Civil prendeu o segundo suspeito de participação na execução a tiros de Tatiane Moraes da Silva, de 29 anos, na noite de 25 de abril, em frente a casa dela, na rua Inácio de Souza, no Jardim Roberto, Osasco. Acusado de ser o mandante do crime, Thiago Garcia, de 32 anos, está detido desde maio. Agora, o suspeito de ser o autor dos disparos, chamado Rodrigo, primo dele, foi preso.

Publicidade

De acordo com a polícia, há fortes indícios de que Thiago e Rodrigo foram comparsas no crime. Entre eles, o fato de terem mantido contato logo após o crime e durante a madrugada. A suspeita é de que Thiago tenha mandado matar Tatiane por ter raiva da amizade dela com sua ex-namorada.

Ele tinha um relacionamento turbulento com a ex, que chegou a registrar boletins de ocorrência contra ele por agressão e ameaças. Em brigas com a ex, Thiago reclamava do relacionamento dela com Tatiane. O suspeito não gostava da proximidade das duas e do fato de a ex sair para se divertir junto à amiga.

Imagens do prédio onde Thiago mora mostram ele saindo na noite do crime em um carro utilitário branco, o mesmo que teria sido usado no crime. Tatiane aguardava a abertura da garagem para entrar com o carro em casa quando um homem desceu de uma Fiorino branca e disparou contra ela, que levou cinco tiros.

Mãe viu filha ser executada

A mãe de Tatiane, que aguardava a filha entrar em casa, presenciou tudo. “Eu gritei: cara, mata eu, mas não mata minha filha, pelo amor de Deus, ela é minha criança”, lembrou, aos prantos, à Band. “Quando cheguei, minha filha estava toda lavada de sangue, abracei, beijei ela”.
Os suspeitos se dizem inocentes.

Compartilhar


Comentários