Obra de duplicação da rua da Estação na reta final

0
Após a retirada do entulho, a via começa ser compactada para receber guias, sarjetas e asfalto / Foto: Ivan Cruz

Após a retirada do entulho, a via começa ser compactada para receber guias, sarjetas e asfalto / Foto: Ivan  Cruz
Após a retirada do entulho, a via começa ser compactada para receber guias, sarjetas e asfalto / Foto: Ivan Cruz

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas, acompanhou, na manhã de sexta-feira, 4, a demolição dos dois últimos imóveis para conclusão das obras de duplicação da rua da Estação.

O segundo trecho do projeto enfrentou processos judiciais envolvendo a desapropriação de imóveis. Alguns proprietários não concordaram com o valor definido pela perícia e recorreram à Justiça para revisão.

Publicidade

A administração municipal precisou aguardar a conclusão dos processos para obter a posse dos imóveis e fazer a demolição. Na sexta-feira, foram concedidas as posses dos dois últimos imóveis envolvidos nesses processos, o que permitiu o início das demolições, abrindo espaço para a continuidade das obras. Após a retirada do entulho, a via começa ser compactada para receber guias, sarjetas e asfalto.

A obra é um dos mais importantes projetos viários da cidade e faz parte do projeto Renova Centro. Quando estiver concluída, formará um corredor viário ligando a Vila Yara ao Km 18, como alternativa à avenida dos Autonomistas.

A primeira fase desse corredor já foi concluída, com a construção da Super Avenida Hilário Pereira de Souza, que faz a interligação da Vila Yara ao Centro. Além de ser um complemento ao corredor oeste, via que deve ligar as cidades da Região Oeste à capital paulista.

O projeto envolve o alargamento de toda a via, que tem 1650 metros de extensão, com a implantação de duas pistas de 7m de largura, com duas faixas de rolamento, substituição do pavimento de paralelepípedos por massa asfáltica, canteiro central, nova iluminação, drenagem das águas pluviais, reposicionamento dos postes de energia elétrica, construção do passeio e plantio de árvores. 

 

Comentários