Editorial – Políticas contra o desemprego

País tem quase 13 milhões de desempregados; as cidades da região perderam, juntas, 31,7 mil vagas formais no ano passado

0
Editorial: Governo precisa ouvir os trabalhadores

A enorme procura de moradores da região por informações na internet sobre a provável abertura de um processo seletivo na prefeitura de Osasco que o prefeito Rogério Lins anunciou (página 9) e sobre a pré-seleção realizada pela prefeitura de Itapevi para 600 vagas (página 6) mostram a urgência de os governos investirem em políticas e ações de geração de empregos.

publicidade

O país tem quase 13 milhões de desempregados; as cidades da região perderam, juntas, 31,7 mil vagas formais no ano passado.

São ações acertadas a reabertura do Portal do Trabalhador, em Osasco, que, além de intermediação de mão de obra, oferece auxílio e suporte para o desempregado superar este drama, com ações como orientação e capacitação; e, em Itapevi, a busca ativa realizada pela Secretaria de Emprego para captar 600 vagas e auxiliar a iniciativa privada no processo seletivo.

publicidade

Os prefeitos da região em geral assumiram os mandatos prometendo foco nas áreas de praxe: Saúde e Educação. Mas este cenário de crise na economia do país impõe que os municípios atuem fortemente no combate ao desemprego, seja auxiliando na intermediação de mão de obra ou com ações para apoiar e estimular os empreendedores. Afinal, os recursos para todas as áreas são gerados pelo suor do trabalhador.

Importante ressaltar que as micro e pequenas empresas são responsáveis pela maioria dos empregos no país, como mostram diferentes pesquisas. E os municípios devem dar a devida atenção a elas, não apenas àquelas “grandes demais para quebrar”.

publicidade

A sociedade espera, ainda, que no cenário nacional os escândalos sem fim arrefeçam, assim como a megalomania de agentes que ignoram os efeitos de suas ações para a economia do país, como na Operação Carne Fraca e seus evidentes excessos.

Comentários