SinHoRes não recomenda retorno de bares e restaurantes em Barueri

0
restaurante

Na quarta-feira (8), a Prefeitura de Barueri publicou, no Diário Oficial, o decreto que permite a reabertura de salões de beleza, barbearias, além do consumo em bares e restaurantes. A medida ignorou o plano de flexibilização do governo do estado, que mantém o município na “fase laranja”, em que essas atividades permanecem suspensas.

Mesmo com uma das maiores taxas de letalidade pela covid-19 na região, Barueri se enquadrou por conta própria na “fase amarela” do plano do governo do estado. Preocupado com as consequências da decisão do município, o Sindicato empresarial de hotéis, bares e restaurantes SinHoRes Osasco – Alphaville e Região orientou a categoria a não reabrir nesse momento.

“Embora seja louvável a atitude da prefeitura de Barueri, tendo em vista já estar demonstrada a disposição política do governo do estado em fazer cumprir o seu decreto, assim como, o entendimento da justiça nesse sentido, é prudente aguardar mais alguns dias para que não ocorra o pior cenário, ou seja, reabrir e ter que fechar em seguida”, explica o presidente da entidade, Edson Pinto.

Publicidade

De acordo com o SinHoRes, o respeito às orientações do governo do estado pode impedir que aconteça situação semelhante à da cidade de Marília, que na tentativa de antecipar o retorno das atividades, foi obrigada pela Justiça a seguir o plano de flexibilização e a pagar multa de R$ 100 mil por dia caso haja descumprimento das regras.

Edson Pinto apontou outra situação que pode trazer transtornos aos empresários da categoria. “Outro problema é reassumir 100% da folha de pagamento perdendo todos os benefícios da MP 936, além das demais despesas com pessoal, gastos fixos e reposição de estoque, para em seguida ter que fechar de novo, tornando ainda pior um quadro que já é caótico para as empresas”, alerta.

A entidade defende ainda a necessidade de priorizar a saúde e a segurança de clientes e colaboradores para que o retorno da categoria aconteça definitivamente, de forma que atenda todas as recomendações do governo do estado.

Comentários