Vigilantes são afastados após agressão a ambulante na estação Carapicuíba da CPTM

0
ambulante agredido cptm carapicuíba
O vendedor ambulante Gerson Gonçalves dos Anjos teve o maxilar e o nariz quebrados / Foto: Reprodução

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) afastou dois vigilantes terceirizados envolvidos na agressão a um vendedor ambulante na estação Carapicuíba. A decisão foi comunicada pela empresa por meio de nota, nesta terça-feira (5).

publicidade

A companhia afirmou que não admite qualquer prática de violência e que vai colaborar com as investigações para esclarecer o caso. No comunicado, a empresa destacou ainda que tomará as medidas legais contra a empresa empresa terceirizada.

A CPTM diz ainda que o comércio ambulante não é permitido nos trens e estações e pediu a colaboração dos passageiros para enfrentar o comércio ilegal nas dependências da companhia.

publicidade

Entenda o caso

O vendedor ambulante Gerson Gonçalves dos Anjos, de 32 anos, foi abordado e agredido por funcionários terceirizados na estação Carapicuíba da CPTM, no sábado (2). Gerson teve o nariz e o maxilar quebrados e foi levado ao Hospital Regional de Osasco, onde permanece internado.

publicidade
ambulante agredido em estação CPTM Carapicuíba
O vendedor ambulante está internado no Hospital Regional de Osasco e deve passar por uma cirurgia / Fotos: Reprodução

De acordo com o R7, a vítima discutiu com os seguranças porque teve sua mercadoria apreendida. Ele afirma que foi levado até a saída da estação, onde foi espancado pelos vigilantes. Populares que presenciaram a ocorrência relataram que Gerson for cercado por ao menos 10 funcionários.

Já na versão dos funcionários, Gerson teria resistido à apreensão de sua mercadoria. Ao ser levado para a parte superior da estação, ele teria tentado agredir um segurança que, para se defender, desferiu um soco no maxilar do ambulante.

A Polícia Civil investiga o caso, que foi registrado como lesão corporal no 1° DP de Carapicuíba.

Comentários