A “inauguração da seca” em São Paulo

0

Parecia mentira quando o convite surgiu em blogues e comentários das redes sociais. Piada de mau gosto. Com pompa e circunstância, a Secretaria de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos convidou para a solenidade de “Início do Bombeamento da Reserva Estratégica de Água para o Sistema Cantareira”. Como se o preocupante momento de histórica baixa do volume de águas do sistema, da ordem de 8,2%, com a necessidade de complemento através do bombeamento do até então chamado “volume morto”, fosse de alguma forma motivo para comemoração solene.
Com a presença da imprensa e outras autoridades, o governador Geraldo Alckmin inaugurou ali, na última quinta-feira, um símbolo do medo que se abate sobre os paulistas acerca do futuro do abastecimento de água no estado para os próximos meses.

publicidade

Governador inaugurou um símbolo do medo que se abate sobre os paulistas

O governo de São Paulo insiste que não será necessário o rodízio e que não faltará água. Ao mesmo tempo, nem a agência reguladora da União, a Agência Nacional das Águas (ANA), nem o próprio Estado conseguem dar à população uma resposta clara a respeito da segurança do consumo da água do tal volume morto. Especialistas e o Ministério Público estadual questionam justamente a qualidade dessa reserva, com o temor de que sua vazão dê margem a uma maior contaminação por metais pesados e outros poluentes perigosos.

A população tem procurado colaborar na economia. Segundo o próprio governo estadual, reduziu cerca de 84% do consumo. Mas a Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo, a Sabesp, por sua vez, ainda não respondeu às críticas sobre a falta de investimentos nos planos de contingenciamento e aumento da captação do sistema, cuja condição vem se degradando desde maio do ano passado.
Com solenidade oficial, está inaugurado, pois, o período da maior seca já vista no Estado de São Paulo. Que São Pedro tenha pena de nós.

publicidade

Comentários

publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFrases
Próximo artigoCharge