Após boato de morte de recém-nascido, vereadora quer CPI da Maternidade Amador Aguiar

0
A vereadora Dra. Régia (PDT)

Após um boato de morte e maus tratos de um recém-nascido espalhado nas redes sociais, desmentido pela prefeitura de Osasco, que diz que vai processar a autora, a vereadora Dra. Régia (PDT) sugeriu a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades e as condições de atendimento na Maternidade Amador Aguiar.

publicidade

“É muito desagradável a gente vir aqui bater nessa tecla, até que não ocorra mais nenhum problema na Maternidade Amador Aguiar”, declarou Régia na sessão desta terça-feira, 25, na Câmara Municipal. “Na Maternidade, nosso olhar tem que estar redobrado”.

O prefeito Rogério Lins (PTN) esteve pessoalmente, na noite desta segunda-feira, 24, na maternidade para acompanhar o atendimento prestado no local.

publicidade

“Além de ir pessoalmente ao local, de imediato determinei para que o caso fosse apurado na maior rigorosidade possível, pois o texto da denúncia também me indignou como pai”, afirmou o prefeito, que voltou a esclarecer que a informação divulgada nas redes sociais é falsa.

publicidade

Comentários