Após manifestações, governo Alckmin desiste de entregar escola Oswaldo Sammartino à prefeitura de Jandira

0
“Vai ter plano de contingência", disse governador / Foto: Marcelo Camargo/ABr

A reorganização escolar proposta pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, continua trazendo transtornos.  Até quarta-feira, 18, 44 escolas estaduais foram ocupadas, sendo dados da Apeoesp, contra a iniciativa que será implantada no início do próximo ano em todo o estado.

publicidade

O projeto prevê o fechamento de 94 unidades e a transferência de 311 mil estudantes para escolas da região onde moram. O objetivo, segundo a secretaria, é segmentar as escolas em três grupos (anos iniciais e finais do ensino fundamental e ensino médio), conforme o ciclo escolar.

Na região, na quinta-feira, 12, pais e moradores no entorno da Escola Professora Heloísa de Assumpção, localizada em Quitaúna, em Osasco, ocuparam as dependências da unidade, contra o que eles chamam de incoerência.

publicidade

No mesmo dia, pela atuação dos pais, alunos e membros da Apeoesp, com a participação do vice-prefeito de Itapevi, Flaudio Azevedo Limas, que integra a diretoria da entidade, os vereadores Zezinho e Julinho, de Jandira, foi revertida a situação da Escola Estadual Oswaldo Sammartino, que seria transferida do estado para prefeitura de Jandira.

“Buscamos um diálogo com a diretoria de ensino, mas também fomos às ruas e mostramos a união de pais, alunos e professores em torno de manter a unidade aberta. Foi uma vitória contra os desmandos do governo do gstado”, ressaltou Flaudio.

publicidade

“Parabéns à população, professores e alunos pela mobilização. Juntos temos mais condições de garantir a sonha educação de qualidade que tanto almejamos”, enfatizou o vereador Zezinho.

Comentários