Réu na Operação Pasta Vazia, vereador Paulo Xavier é colocado em liberdade
Vereador é acusado de nepotismo e contratação de funcionários fantasmas

Por unanimidade, foi aprovado nesta sexta-feira, 2, o relatório final da Comissão Processante da Câmara Municipal de Carapicuíba que pediu a cassação do mandato do vereador carapicuibano Paulo Xavier (PSDB), preso desde maio.

publicidade

Vereador de seis mandatos na Casa, Paulo Xavier está detido desde maio, após investigação do Ministério Público que apura casos de nepotismo, contratação de funcionários fantasmas e falsidade ideológica.

Quebra de decoro 

De acordo com o relator da Comissão Processante da Câmara, vereador Alexandre Pimentel (PC do B), a alegação para a cassação do mandato se dá por quebra de decoro parlamentar.

publicidade

“A base documental do Ministério Público não deixa espaço para dúvidas, e a falta de argumentação dos advogados de defesa do parlamentar nos levou a concluir o relatório desta forma”, afirmou.

Para a sessão desta sexta, nenhum advogado ou representante da defesa de Paulo Xavier compareceu ao plenário.

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui