Família de Itapevi pede doação de sangue para menina de 4 anos diagnosticada com síndrome rara

0
menina de itapevi doação de sangue (1)
Aos 4 anos, Maria Vitória foi diagnosticada com a síndrome Chediak-Higash / Foto: Reprodução/Redes Sociais

A pequena Maria Vitória Barbosa dos Santos, de 4 anos, moradora de Itapevi, está enfrentando uma dura batalha desde que foi diagnosticada com a síndrome Chediak-Higashi, uma alteração genética que afeta o sistema imunológico. Ela precisa de doação de sangue e está na fila de espera de transplante de medula óssea.

publicidade

A mãe de Maria Vitória, Ozania Barbosa, que mora no Jardim Gioia, contou ao Visão Oeste que recebeu o diagnóstico da filha em novembro. Desde então, a pequena foi submetida ao tratamento com quimioterapia e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Ela é albina e nasceu com essa síndrome, mas só descobrimos há pouco mais de um mês”, relata.

“Minha filha não sentia nada, mas essa doença deixa a imunidade dela baixa. Agora, ela foi para a UTI porque começou a fazer fezes com sangue e está com a barriga muito inchada”, continua a moradora de Itapevi.

publicidade

Além da necessidade de sangue para repor a quantidade que tem perdido nos últimos dias, Maria Vitória espera por um doador de medula óssea compatível. “Infelizmente, meu marido, meu filho e eu não somos compatíveis e por isso não conseguimos doar”, disse Ozania.

Como ajudar Maria Vitória

Nas redes sociais, amigos e familiares estão mobilizados para conseguirem doadores se sangue. Maria Vitória precisa de sangue tipo A negativo e O negativo, mas qualquer tipo sanguíneo é válido para garantir o estoque de sangue para os demais pacientes.

publicidade

Para doar, basta acessar o site da Fundação Pró-Sangue e fazer o agendamento prévio. No dia da doação, é necessário informar o nome da paciente Maria Vitória Barbosa dos Santos e do Hospital Infantil Darcy Vagas.

 

Comentários