Grafiteiro que cobriu homenagem a Projota celebra os índios em nova arte na Cohab de Carapicuíba

0
grafiteiro carapicuíba del grafites
A obra, estampada nos prédios da Cohab 2, ganhou a admiração de todos que passam pelo local / Foto: Reprodução/ Redes Sociais/ Prefeitura de Carapicuíba

Um novo grafite chama a atenção de todos que passam pela Avenida Brasil, em Carapicuíba. Trata-se da arte feita por Del Grafite, que escolheu enaltecer os índios e a fauna brasileira nos traços que estamparam dois prédios da Cohab 2.

publicidade

Del Grafite, é o artista que estampou o rosto de Projota em um muro para homenageá-lo e, ao se decepcionar com atitudes de pensamentos do rapper durante participação no BBB 21, decidiu cobrir a imagem com a expressão “Fake”, em fevereiro.

Já a nova arte, feita em parceria com o artista Alex Ueba, na Cohab, foi prestigiada pela Prefeitura de Carapicuíba, nesta segunda-feira (19). “Escolhemos uma foto da pintura do artista nascido e criado no Ariston, Del Grafites, para comemorar o Dia do Índio. Os traços e as cores vivas podem ser vistas nos prédios da Cohab, na avenida Brasil”, diz a administração municipal.

publicidade

A obra rendeu muitos elogios dos moradores da região e internautas que apreciam o trabalho de Del. “Digno de um aplauso de pé”, disse um seguidor. “Você é luz por onde passa e sua arte não poderia ser diferente”, comentou outro. “A Cohab inteira deveria ser assim”, escreveu um munícipe.

publicidade

“Vi de perto e fiquei encantada”, disse uma jovem. “Não canso de olhar todos dias quando pego trem”, disse outro, “Não tem quem NÃO olhe pra essa beleza! Acompanhei o desenrolar desse trabalho ao ir e ao voltar do serviço e admirando… Realmente ficou um espetáculo! Parabéns ao artista pelo trabalho e pela valorização dos índios”, elogiou outro.

“Minha busca não é por Ibope”

Nas redes sociais, o Del Grafite exibiu, orgulhoso, sua nova obra e falou sobre os bastidores e os motivos que o levaram a viver de sua arte. “Minha busca não é por Ibope ou por reconhecimento superficial. Eu quero mesmo é mostrar pra molecada da quebrada que podemos estampar as manchetes de jornais sem ser nas páginas policiais como meliantes, mas como indivíduos de honra que contrariaram todas as estatísticas”, declarou o artista.

Ele afirma que sempre admirou ver arte estampada nas ruas, principalmente no Centro das cidades, e sonhava em fazer o mesmo na sua “quebrada”, Carapicuíba. “Para você, pode ser pouco mas agora quando me perguntarem se eu já pintei uma empena [parede de prédio], a resposta será: ‘Não. Eu pintei 2’”, concluiu.

Comentários