Lapas começa a formar sua equipe de governo

Lapas começa a formar sua equipe de governo

0
Compartilhar
No gabinete de transição, prefeito eleito anuncia primeiros nomes / Foto: Jeferson Martinho

No gabinete de transição, prefeito eleito anuncia primeiros nomes / Foto: Jeferson Martinho

Fernando Augusto

O prefeito eleito de Osasco, Jorge Lapas (PT), anunciou os primeiros nomes de seu futuro secretariado na quarta-feira, 5. Segundo ele, as secretarias que foram definidas são estratégicas para a cidade e já refletem mudanças que pretende imprimir na administração.
“Vamos fazer algumas mudanças estruturais, pois quero uma cobrança maior de resultados. Alguns setores têm mais pressa e precisam de pessoas que já conhecem a administração”, disse Lapas, que comanda a transição de governo em um gabinete no parque Chico Mendes.

Publicidade

Secretaria de Gestão Pública será criada

As mudanças anunciadas foram: extinção da Secretaria de Governo e criação da Secretaria de Gestão Pública, e transformação do departamento de Comunicação Social em Secretaria.
A nova Secretaria de Gestão Pública será ocupada por Dulce Helena Cazzuni, que foi uma das secretárias mais bem sucedidas no governo Emidio de Souza (PT), quando esteve à frente da Secretaria de Trabalho e Inclusão.
Lapas explicou que a Secretaria de Governo tinha um viés mais político, enquanto a nova pasta irá “acompanhar desde o início de novos projetos, para que aconteça com a maior eficiência possível”.

Publicidade

Dulce explicou que vai trabalhar também no entendimento entre as diversas secretarias, para tentar agilizar os projetos da Prefeitura. “Por outro lado, buscar recursos, não só do governo federal, mas botar o pé na porta do governo do estado. Recebemos muito pouco recurso do estado, muito pelo contrário, nós pagamos aluguel, merenda, uma série de coisas”, disse.
Com a extinção da Secretaria de Governo, a relação do Executivo com a Câmara Municipal deve ficar centralizada no gabinete do prefeito.
Lapas também anunciou o vereador João Gois (PT) para a Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana. Era um movimento esperado retirar um vereador da Câmara para que o atual presidente do Legislativo, Aluisio Pinheiro (PT), seguisse vereador, já que não conseguiu a reeleição e ficou como primeiro suplente do partido.
De acordo com Lapas, uma das principais missões de João Gois será buscar entendimento com o governo do estado para implantação do Bilhete Integrado, um dos principais pontos do plano de governo.

Nomes de casa
Para a Secretaria de Administração foi anunciada Marisa Elizabeth da Silva e para Finanças Marcelo Scalão. Os dois já atuavam na Prefeitura.
A Comunicação Social, que agora ganha status de Secretaria, será liderada pelo ex-vereador Roberto Trapp, que coordenou a relação da campanha eleitoral de Lapas com a imprensa.

Prefeito eleito não faz questão de petista na presidência da Câmara

Jorge Lapas falou na quarta-feira sobre a eleição para a presidência da Mesa Diretora da Câmara Municipal. O prefeito eleito disse que não faz questão de um nome do PT, já que a base aliada tem 15 dos 21 vereadores.
“Eu não imporia um nome do PT, até porque já tivemos presidentes de outros partidos e a relação foi muito boa. É difícil o presidente não ser da base aliada e para mim pode ser nome A ou B, não tem problema”, afirmou.
Com isso ganham ainda mais força os nomes dos vereadores Antônio Toniolo (PCdoB) e Rogério Lins (PHS), que pleiteiam a presidência.

Lapas também revelou que já fez o convite para que o vice-prefeito eleito, Valmir Prascidelli, ocupe uma secretaria. No entanto, não quis revelar para qual pasta. “Ele ainda não respondeu”, diz.
Para as demais secretarias, Lapas deve acomodar outros partidos aliados. O PSD, que lançou Osvaldo Vergínio à Prefeitura neste ano e elegeu Andrea Vergínio para a Câmara pode vir a compor a base aliada. “Tenho tido conversas com o PSD”, admitiu Lapas.

Compartilhar


Comentários