Início Cidades Carapicuíba Moradores colocam fogo em barracos durante reintegração de posse em Carapicuíba

Moradores colocam fogo em barracos durante reintegração de posse em Carapicuíba

0
reintegração de posse carapicuíba
Ação ocorreu na manhã desta segunda / Foto: Reprodução/Record TV

Começou, na manhã desta segunda-feira (21), uma reintegração de posse na rua Renê Fernandes, em Carapicuíba. Insatisfeitos com a ação, moradores da ocupação atearam fogo em alguns barracos e mobílias.

publicidade

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência. Três viaturas foram enviadas para apagar as chamas por volta das 5h40. Não houve feridos.

publicidade

A Polícia Militar informou que auxilia o Poder Judiciário durante o cumprimento do mandado de reintegração de posse na estrada do Pequiá, Vila Silviania, expedido pela 3ª Vara Cível da Comarca de Carapicuíba. Com mais de 11 mil m², o espaço conta com sete torres construídas pelo programa Minha Casa Minha Vida.

reintegração de posse carapicuíba fogo
As chamas foram extintas pelo Corpo de Bombeiros / Foto: Reprodução/SBT

As torres, que começaram a ser construídas em 2016, foram ocupadas ilegalmente por mais de 600 pessoas, distribuídas em 181 apartamentos e outras 10 moradias, entre apartamentos de alvenaria e barracos de madeira.

publicidade

A invasão teria ocorrido ainda em 2016 durante a construção do empreendimento, que tinha 40% das obras concluídas. A obra, no entanto, foi condenada após perícia constatar risco de incêndio e desabamento.

De acordo com a Prefeitura de Carapicuíba, foi realizado um cadastro para que as famílias que moram no local pudessem receber o aluguel social. Algumas famílias já deixaram o local.

Ainda na manhã desta segunda-feira, a entrada das torres começou a ser lacrada com concreto para impedir que as famílias retornem ao empreendimento. “Temos a informação de que vai ser analisada a condição do prédio para que ele volte a exercer a função social a qual foi criada, mas de maneira segura”, disse um PM à reportagem exibida no SBT.

A ação contou com reforço de policiamento, com apoio do 5° Baep, Corpo de Bombeiros, Enel e Sabesp. Também trabalham na operação equipes das Secretaria de Habitação, Assistência Social, Saúde e GCM.

Comentários