Prefeitura eleva piso de servidor para R$ 900

5

O prefeito Jorge Lapas assina pacote salarial aos funcionários públicos do município / Foto: William Galvão
O prefeito Jorge Lapas assina pacote salarial aos funcionários públicos do município / Foto: William Galvão

publicidade

William Galvão

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), anunciou na tarde da última quarta-feira, 8, o pacote da Campanha Salarial 2013 dos servidores públicos. Entre as principais conquistas está o novo piso salarial, que passa de R$ 700 para R$ 900, além do reajuste linear de 6% para toda a categoria.

publicidade

O valor será obtido com a mudança da remuneração base da Prefeitura de Osasco, extinguindo a chamada “tabela de referência 13”, o que na prática eleva o menor salário de referência de R$545,52 para R$723,98, uma alta de 32,71%. Sobre o salario base, a administração concede ainda um abono de R$ 176,02 para todo o funcionalismo.

Rescisões atrasadas de 2010 a 2012 serão pagas

O pacote inclui ainda aumento de 50% no Regime Especial de Trabalho Policial (IRTP) da Guarda Civil Municipal; a criação imediata do Grupo de Trabalho (GT) da Educação para reelaborar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) do magistério; a adequação do PCCS também para os agentes fiscais, de acordo com as propostas de alteração encaminhadas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Serviços Públicos do Município de Osasco e Região (Sintrasp), antes de seguir para votação na Câmara.

publicidade

Outra medida será o pagamento de todas as rescisões que estão em atraso, no período de 2005 a 2012. “A partir de hoje, nós nunca mais vamos ficar devendo as rescisões, vamos pagar todas. Até o final desse mês quem tem rescisão de 2010 a 2012 vão ser pagas”, explicou. A medida deve custar à Prefeitura cerca de R$ 8,5 milhões.
O pacote completo vai custar aos cofres públicos um valor de aproximadamente R$ 40 milhões.

Pauta
Itens reivindicados pelo sindicato da categoria, como a criação da Lei Municipal que garanta o repasse da inflação acumulada do período de 12 meses ao salário do servidor e o aumento no vale alimentação de R$ 200 para R$ 350, ficaram de fora do pacote anunciado pelo prefeito. “Todo ano o esforço será maior que a possibilidade. Não é tudo que gostaríamos de fazer pelo servidor, mesmo porque vamos continuar com as negociações”, explicou Lapas.

Assembleia
Na próxima terça-feira, 14, o Sintrasp realiza assembleia geral, a partir das 18h, para discutir com a categoria o pacote da campanha salarial anunciado pelo prefeito Jorge Lapas. Segundo o presidente do Sintrasp, Jessé de Castro Moraes, as negociações precisam seguir em frente.
“O Sintrasp continuará com as negociações em busca de mais conquistas para o servidor. A categoria reivindica o acréscimo de valor ao cartão devido o aumento dos preços de alimentos. Além disso, a criação da Lei Municipal sobre o repasse da inflação é uma luta antiga e continuaremos em busca desse direito para o funcionalismo”, afirmou Jessé Moraes.

Comentários

5 COMENTÁRIOS

  1. Não concordei com o vale transporte no cartão BOM, porque quem tem carro não pega ônibus e precisa abastecer. O vale transporte em dinheiro além de ajudar o funcionário, possibilita se locomover para as atividades da Prefeitura, que muitas vezes nos ônibus não aceitam o cartão BOM e sim o cartão BEM. Ao invés de ajudar o servidor, só piorou ainda mais. Porque facilitar se pode complicar.

  2. Muito boa noite a todos e todas. Venho por meio desta informar que muitos estabelecimentos aderiram e chegara a conclusão que teriam lucros absolutos em aceitarem o novo cartão alimentação VEROCARD fornecido pela prefeitura de Osasco. Isso é ótimo muito viável aos funcionários públicos osasquenses.

  3. Tudo pode está bem para o nosso prefeito Jorge Lapas. Porem tem a mais absoluta certeza que, nem um funcionário está satisfeito com o novo cartão alimentação, portanto este novo cartão trouxe aos funcionários transtorno e desconforto a todos os servidores por diversos motivos, primeiro reduzindo 75% dos comércios que aceitaria o cartão elo por este Verocard atual. Dois tiros pela culatra, primeiro, o vele transporte, e em seguida o vale alimentação que não é aceito em açougue, nos mercados onde moramos, em fim, só são aceitos nos comércios, ou seja, nos estabelecimento exploradores da praça, como EXTRA, LOPES, CARREFOUR, ontem na tentativa de fazer compras com este cartão Verocard. Perdi muito tempo procurando um mercado que aceitasse o novo cartão. Isso veio quebrar as pernas de todos. Cadastrem neste cartão, o supermercado Dias, como também, dois ou três açougues grandes, que tenham preços excelentes, e tudo fica bem. “SUGESTÃO

  4. Tudo pode está bem para o nosso prefeito Jorge Lapas. Porem tem a mais absoluta certeza que, nem um funcionário está satisfeito com o novo cartão alimentação, portanto este novo cartão trouxe aos funcionários transtorno e desconforto a todos os servidores por diversos motivos, primeiro reduzindo 75% dos comércios que aceitaria o cartão elo por este Verocard atual. Dois tiros pela culatra, primeiro, o vele transporte, e em seguida o vale alimentação que não é aceito em açougue, nos mercados onde moramos, em fim, só são aceitos nos comércios exploradores da praça, como EXTRA, LOPES CARREFOUR, Perdi muito tempo procurando um mercado que aceitasse o novo cartão. Isso veio quebrar as pernas de todos. Cadastrem neste cartão, o supermercado Dias, como também, dois ou três açougues grandes, que tenham preços excelentes, e tudo fica bem. "SUGESTÃO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMetalúrgicos da H-Buster encerram greve após acordo
Próximo artigoSociedade em visão