Prefeitura renova locação do prédio que abriga parte do Fórum de Osasco

0
Local tem até arquivo em elevador quebrado

fórum-2William Galvão

publicidade

A prefeitura de Osasco renovou o contrato de locação com o prédio cedido, por meio de parceria, ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), onde funciona a Vara da Fazenda Pública do Fórum de Osasco. Na última quarta-feira, 3, agentes da Prefeitura estiveram no local para fazer uma vistoria e levantar os principais problemas a serem sanados.

De acordo com a administração municipal, os problemas pontuais serão resolvidos de forma imediata e está em andamento uma licitação para aquisição de recarga dos extintores de incêndio do prédio.

publicidade

De acordo com o presidente da Associação Paulista dos Técnicos Judiciários (Apatej), Mario José Mariano, o Marinho, a Prefeitura não podia ter renovado o contrato sem antes fazer a vistoria e os consertos. “Num primeiro momento o combinado era fazer todos os reparos necessários como garantia, só então o contrato de locação poderia ser renovado”, explicou.

Local tem até arquivo em elevador quebrado
Local tem até arquivo em elevador quebrado

Na terça-feira, 2, a entidade divulgou nota apontando a precariedade do edifício e denunciando as condições de trabalho dos funcionários.

publicidade

Reclamações
Entre as principais reclamações estão a falta de espaço para arquivar os processos judiciais. Tanto que até um elevador quebrado serviu de arquivo. Além disso, o edifício de dois andares onde trabalham cerca de 50 funcionários não tem acessibilidade, é extremamente quente, corre risco de incêndio por conta da grande quantidade de papel perto de tomadas e não possui rotas para saídas de emergência e equipamentos de segurança.

“Não temos ar condicionado, o lugar é extremamente abafado e cheio de papel. O calor aqui já chegou a atingir 38 graus no verão. Os funcionários passam mal, baixa pressão, as condições de trabalho são péssimas”, diz a servidora Gilmara Silva dos Santos.
O edifício fica na rua Castelo Branco, 305, no centro de Osasco.

Comentários