Vereadores aprovam projeto e Osasco terá Comissão da Verdade

0
Rogério Silva, Maluco Beleza e Toniolo estão entre os 14 que tiveram a prisão preventiva decretada

A Câmara Municipal de Osasco aprovou nesta quinta-feira, 14, a criação da Comissão Municipal da Verdade. O objetivo é trazer à tona as violações aos direitos humanos ocorridas no período de 1946 a 1988, sobretudo durante a ditadura civil-militar de 1964. Já estão em andamento as comissões em âmbito estadual e federal.

publicidade

O projeto de lei que institui a comissão em Osasco é da vereadora Mazé Favarão (PT) e foi aprovado por todos os 16 vereadores que participaram da sessão. O presidente Antônio Toniolo (PCdoB), que de acordo com o regimento não vota, se manifestou favorável também.

“É uma dívida que temos com a história do Brasil e da nossa cidade. Osasco teve algumas das ações mais importantes daquele momento e uma das cidades onde há elevado número de companheiros que foram perseguidos e torturados”, lembrou Mazé.
Após sancionado o projeto e instituída a comissão, esta tem prazo de 180 dias, prorrogáveis por igual período.

publicidade

Comentários

publicidade