Campanha de vacinação contra paralisia infantil começa no sábado, 15, com meta de vacinar 12 milhões de crianças

0
Ministério da Saúde altera calendário de vacinação 2016
São alterados esquemas de vacinação contra polio, miningite, pneumonia e HPV oto: Rodrigo Petterson

Além da vacinação contra a pólio, haverá mobilização para atualização das cadernetas / Foto: Rodrigo Petterson
Além da vacinação contra a pólio, haverá mobilização para atualização das cadernetas / Foto: Rodrigo Petterson

publicidade

Neste sábado, 15, acontece o Dia D de mobilização de mais uma campanha nacional de vacinação contra a poliomielite, a paralisia infantil. Até o dia 31 deste mês, a meta do Ministério da Saúde é imunizar em todo o país 12 milhões de crianças entre seis meses e cinco anos incompletos. Isso representa 95% do público-alvo, formado por 12,7 milhões de crianças.
A ida à unidade de saúde mais próxima também será a oportunidade para colocar a vacinação das crianças em dia. Paralelamente à campanha contra poliomielite, o Ministério da Saúde promove uma mobilização para atualizar as vacinas dos menores de cinco anos, com avaliação da caderneta de vacinação e orientações aos pais. As doses atrasadas serão aplicadas e agendadas, de acordo com a situação de cada criança.

Só no estado, 2,3 milhões de crianças devem ser imunizadas

Só no estado de São Paulo a meta é que 2,3 milhões e crianças sejam imunizadas. A Grande São Paulo – com exceção da Capital – tem 379,7 mil crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde.
Não existe tratamento para a poliomielite e a única forma de prevenção é a vacina, cuja eficácia da imunização é em torno de 90% a 95%, de acordo com o Ministério da Saúde.

publicidade

A poliomielite

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.
O Brasil está livre da poliomielite desde 1990 e, em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem em seu território. Entretanto, nove países registraram casos em 2014 e 2015, o que acendeu o sinal de alerta para reafirmar a importância da vacinação para que casos de paralisia infantil não voltem a ser registrados no Brasil.

publicidade

Comentários