Escândalo causa vergonha e perplexidade nos osasquenses

0

O Visão Oeste foi às ruas ouvir a opinião de osasquenses sobre as prisões dos parlamentares na Operação Caça Fantasmas, o maior escândalo político da história da cidade. Os osasquenses relatam sentimentos como vergonha e perplexidade. Leia as opiniões de moradores da cidade sobre o escândalo.

publicidade

“Tomara que tenha uma resposta para a população. Cada um tem o direito de defesa e quem não deve, não teme. Eu votei no [Rogério] Lins por conhecê-lo e espero que ele seja inocente. Tudo que aconteceu é uma apunhalada nas costas dos osasquenses, mas está acontecendo em todo o Brasil”. Marli Oliveira, 59 anos, dona de casa, Jardim Veloso

“Acho um absurdo tudo isso, mas essa falcatrua vai dar em pizza porque eles têm dinheiro. Se fosse um pobre, ficaria na cadeia”. Ivone Lima, 49 anos, auxiliar administrativa, Jd. Helena Maria

publicidade

“Detesto política e acho que vai acabar em pizza. Espero que o [Rogério] Lins não tenha culpa. Mas se tiver, tem que pagar”. Maurício Sardinha, 55, comerciante, Jardim das Flores

O que aconteceu em Osasco é reflexo do sistema politico no Brasil, onde praticamente quem ganha a eleição, é quem pode colocar mais dinheiro nas campanhas, incentivando e estimulando a corrupção. As ideias e as pessoas não são ouvidas de maneira igualitária, as campanhas politicas são mediadas pelo dinheiro. Enquanto continuar assim, a corrupção prevalecerá”. Camila Costa, 25 anos, produtora cultural, KM18

publicidade

“Os vereadores não têm vergonha na cara e tudo isso não vai dar em nada. Agora, o Rogério vai ter que recuperar a confiança do povo, mas se o Lins não conseguir assumir quem entra é a esposa do Rossi”. Valdeci Belizário, 52 anos, encarregada, Munhoz Júnior

“Uma hora ia acontecer, mas é uma vergonha para a população que votou nessas pessoas. Enquanto não devolverem, não será resolvido, porque hoje o que político apronta e ainda quer aparecer na televisão. O povo tem que exigir a devolução do dinheiro e punição”. João Paulo Freitas, 54 anos, segurança, Jd. Bela Vista

“Eu não votei no Lins e fiquei surpresa com o que aconteceu, mas acho que vai acabar em pizza. Acho que não vai acontecer mais nada”. Leda Santana, 37 anos, operadora de máquina, Jd. Baronesa

“É tanta sujeira, que em princípio eu fiquei surpresa, mas acredito que seja verdade e que não vai dar em nada. Foi decepção para quem votou nos candidatos reeleitos e no Lins. Eu não votei e isso me deixa um pouco tranquila”. Meire Brito, 57 anos, vendedora e moradora do Pestana

“Acho que todos, sem exceção, devem ser investigados e punidos, se for necessário. Não podem ter privilégios, nenhum deles, nem para o Rogério Lins, que foi eleito prefeito, nem para Toniolo, que foi um dos mais votados. Se é o bandido pobre, não tem foro privilegiado, vai pra cadeia ou morre na mão da polícia, por que esses vereadores têm que ter?”. Eduardo Dias Real, 29 anos, livreiro, Jd. Novo Osasco

“Isso é armação e, quando se trata de política, vai acabar em pizza. É vergonhoso o que aconteceu”. Anísio Costa, 54 anos, condutor de ônibus e morador do Centro

 

 

 

Comentários