Furlan detona “conversa mole” do governo Bolsonaro sobre vacinação, diz que “presidente é medíocre” e ministro da Saúde “não entende nada”

"Nunca vi na história do nosso país, na minha vida inteira, um presidente tão medíocre quanto esse”, declarou o prefeito de Barueri

0
furlan barueri bolsonaro
Reprodução

O prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pelas indefinições relacionadas à vacinação contra a covid-19. Em vídeo compartilhado nas redes sociais, Furlan afirmou que o governo está “de conversa mole”, definiu Bolsonaro como “medíocre” e avaliou que o ministro “não entende nada de saúde”.

publicidade

De acordo com o prefeito, Barueri deve receber na primeira etapa da vacinação no estado, com a Coronavac, do laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, 80 mil doses da vacina, o suficiente para 40 mil pessoas, nos primeiros 30 dias de imunização. “Agora, a grande pergunta é: quando é que o governo federal vai mandar vacina para os municípios, para o nosso país?”, questionou Furlan.

“O governo federal tem que se manifestar, não pode ficar alheio a isso, não pode ficar com conversa mole”, criticou o prefeito de Barueri. “Aquele ministro da Saúde que não entende absolutamente nada de saúde, um presidente medíocre que francamente não apresenta absolutamente nada, nem para a saúde, para a vida das pessoas, nem para a economia. Não tem nenhum projeto de recuperação da economia, de recuperação de nada, de emprego. É um governo medíocre. Nunca vi na história do nosso país, na minha vida inteira, um presidente tão medíocre quanto esse”, emendou Furlan.

publicidade
bolsonaro e eduardo pazuello covid
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello / Foto:

“É hora de começar a cobrar eles, que o ministro da Saúde, o presidente da República, ao invés de ficar fazendo populismo, falando bobagem, tenham preocupação com a vida das pessoas. Mandem vacina para os municípios, para os estados, nós queremos imunizar o nosso povo. Não é brincadeira. Eu já perdi amigos, secretário, tudo isso”, continuou o prefeito. “Mais de 50 países já iniciaram a vacinação e o senhor nem se manifestou ainda. Veja lá, presidente. Depois não venha dizer que sua derrota foi roubada”, completou.

Barueri já registrou mais de 430 mortes e quase 11 mil casos com confirmação de covid-19. Em todo o país, o número de óbitos causados pela doença ultrapassou os 200 mil.

publicidade
Furlan - Perfil Facebook
Reprodução – Facebook

Comentários