Gráfica do Enem fechou as portas na calada da noite e funcionários...

Gráfica do Enem fechou as portas na calada da noite e funcionários não conseguem nem retirar pertences pessoais, denuncia Sindigráficos

0
Compartilhar
Trabalhadores da RR Donnelley realizaram protesto na manhã desta terça-feira (2) e planejam novas manifestações ao longo da semana, segundo Sindigráficos

Na manhã dessa terça-feira (2), parte dos trabalhadores da RR Donnelley paralisaram a Rodovia Anhanguera, na altura do Km 18, em Osasco, após o anúncio de falência da empresa. A gráfica, responsável pela impressão do Enem, afirmou também não ter condições para pagar as verbas rescisórias dos funcionários.

“A empresa pegou todo mundo de surpresa, fecharam as portas na calada da noite e não deixaram mais ninguém entrar. Trabalhadores têm pertences pessoais dentro da Donnelley, mas não conseguem pegar”, afirmou o diretor do Sindigráficos Joaquim de Oliveira.

Funcionários da RR Donnelley protestaram na rodovia Anhanguera na manhã desta terça-feira (2) contra o fechamento da gráfica, responsável pelo Enem / Foto: reprodução/TV Globo

Nesta segunda-feira (1º), o Sindigráficos se reuniu com o advogado contratado pela Donnelley para discutir o processo de falência. Foram realizadas uma série de proposições para a empresa cumprir. Entre eles, a realização, com urgência, dos procedimentos para a liberação do FGTS e do Seguro Desemprego, com baixa na Carteira de Trabalho, entrega do Perfil Profissiográfico Previdenciário e demais documentos rescisórios, como o Termo de Rescisão do Contrato; que seja apresentada uma proposta de pagamento imediato das verbas rescisórias e multa de 40% do FGTS dos trabalhadores; que seja liberado o quanto antes a entrada dos gráficos para retirarem pertences pessoais do local; que a empresa mantenha convênio médico por um período, já que há trabalhadoras gestantes e outros em tratamento.

Publicidade

Ao todo, são 970 trabalhadores da Donnelley desempregados no Brasil. O Sindigráficos continuará em negociação com a empresa para que os direitos trabalhistas sejam todos cumpridos, já que são pais e mães de família que tem que colocar comida em casa e pagar contas, e não podem ficar desamparados.

O Sindicato está preparando uma manifestação nesta quarta-feira (3), em Osasco, e na quinta-feira (4) em Barueri, na porta da empresa.

>>>
Leia também:
Mesmo com falência de gráfica, em Osasco, cronograma do Enem está mantido, diz Inep
>>>

Compartilhar

Comentários