Indústria nacional em queda livre

0

Miguel Torres  – é presidente da Força Sindical

publicidade

A indústria nacional começou 2015 com queda vertiginosa na produção, no emprego e no faturamento. E, para aumentar nossa inquietação, ela continua despencando.
Pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e divulgada no último dia 2, aponta que todos os 26 segmentos industriais analisados apresentaram queda generalizada, com um recuo de 6,6% de janeiro a julho, o maior tombo desde 2009, quando a atividade industrial encolheu 7,1%. Somente a indústria automotiva acumula queda de 20,2% na produção deste ano, o maior impacto entre os ramos pesquisados. E tudo em consequência da falta de uma estratégia objetiva e clara para a economia.
Para agravar ainda mais o quadro econômico pelo qual atravessamos, o Brasil teve cortada sua nota de crédito, perdendo, assim, seu grau de investimento – uma espécie de selo de bom pagador –, o que poderá acarretar nos aumentos dos juros pagos pelo País e do risco de fuga dos investidores.
O governo tem de fazer alguma coisa para que este cenário recessivo seja modificado. Inflação e juros altos, crédito caro, desindustrialização e desemprego só servem para empurrar o País ladeira abaixo. Está na hora da virada!

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUm sopro de esperança
Próximo artigoFrases