Líder em pesquisa para o governo, Alckmin se reúne com Ribamar, presidente da Câmara de Osasco

0
ribamar alckmin
Vereador Ribamar Silva e ex-governador de São Paulo, Geraldo Ackmin / Foto: Divulgação

O presidente da Câmara Municipal de Osasco, vereador Ribamar Silva (PSD), se reuniu, nesta segunda-feira (20), com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), líder em pesquisa eleitoral sobre as intenções de voto para o governo paulista em 2022.

publicidade

“Sempre uma grande honra e um enorme aprendizado ouvir os conselhos de quem tem uma vida pública com tanta experiência. Tivemos a oportunidade de avaliar o atual cenário político, assim como as conjunturas partidárias de São Paulo. Debatemos também os desafios enfrentados para que São Paulo continue sendo referência e uma das principais locomotivas econômicas do país”, declarou Ribamar.

No encontro, foram discutidos projetos para ampliar ações em benefício de Osasco e demais cidades região Oeste da Grande São Paulo e todo o estado. Depois de cumprir licença de 35 dias para cuidar da saúde, Ribamar volta esta semana ao exercício de suas atividades à frente da presidência da Câmara Municipal de Osasco.

publicidade

Datafolha

Em pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S. Paulo” neste domingo (19), Geraldo Alckmin lidera a disputa pelo governo estadual em 2022, com 26%. Em seguida, aparece o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), com 17%.

Alckmin pode ser candidato ao governo do estado pelo PSD, mesmo partido de Ribamar. O ex-governador está de saída do PSDB e é sondado pela legenda presidida por Gilberto Kassab, que já afirmou que, independentemente do partido, o apoiará na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes em 2022. “Ele saindo do PSDB, tem um convite para que tenha o PSD como uma de suas opções para se filiar. Ficaremos muito felizes se ele sair do PSDB e aceitar nosso convite, mas a decisão de apoiá-lo é uma decisão irreversível”, disse Kassab, ao UOL.

publicidade

“SETEMBRO VERDE”// Vereadores de Osasco apoiam campanha que incentiva doação de órgãos

Comentários