MC Maylon diz que tentou se matar após ser estuprado por vocalista do Molejo, que nega acusação

0
anderson leonardo vocalista do molejo estupro mc maylon
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Anderson Leonardo, vocalista do grupo de pagode Molejo, é acusado de abusar sexualmente do cantor e dançarino MC Maylon, de 21 anos. O crime teria ocorrido em dezembro do ano passado, no Rio de Janeiro. O MC diz que inclusive tentou se matar após ter sido estuprado por Anderson Leonardo.

publicidade

Em nota, Anderson nega as acusações e afirma que só ficou sabendo da denúncia pela imprensa. “O cantor foi surpreendido, assim como todos com o que foi veiculado na imprensa na data de hoje, não tendo qualquer conhecimento acerca do publicado em redes sociais ou mesmo em sede policial”, diz um trecho do comunicado publicado na noite desta quarta-feira (3).

mc maylon e anderson leonardo abuso sexual
Anderson era considerado por MC Maylon como padrinho / Foto: Reprodução/Instagram

O rapaz diz que era empresariado por Anderson Leonardo e afirma ter sido abusado sexualmente em um quarto de motel, na zona Norte do Rio. Nas informações do boletim de ocorrência, registrado nesta quarta-feira, antecipadas pelo colunista Alessandro Lo-Bianco, do portal TV Prime, ele conta que saiu de casa no dia 11 de dezembro, por volta de meia-noite, para se encontrar com Anderson em um clube. A razão do encontro seria uma conversa sobre a carreira artística do rapaz.

publicidade

Já no carro de Anderson Leonardo, a vítima teria dito ao músico que entrou em contato com a mulher dele para falar que tinha danificado uma bota. Anderson teria ficado enfurecido com a aproximação do rapaz com a esposa e disse que o deixaria sem participar de eventos patrocinados por ele por mais de um mês. Em seguida, o vocalista teria dito: “Vamos para algum lugar comer alguma [coisa] e a gente faz a reunião, filho”.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o rapaz afirma que foi surpreendido quando Anderson entrou em um motel. O pagodeiro teria percebido o constrangimento do dançarino e continuou afirmando que seria “uma reunião”. O pagodeiro teria dado as chaves para que o rapaz abrisse a porta, mas houve recusa. Anderson abriu a porta e teria obrigado o dançarino a desligar o celular.

publicidade

O rapaz afirma ainda que o músico teria tirado a roupa e o forçou a ter relações sexuais. Em meio aos xingamentos, tapas no rosto e mais agressões, o dançarino teria desmaiado. Quando acordou, diz que foi deixado em uma rua próxima ao motel.

À polícia, o rapaz diz que tem provas do crime, como as roupas usadas por ele no dia, com vestígios do cantor. “Os agentes aguardam o resultado do boletim médico do hospital para verificar se houve ato sexual, e vão requisitar imagens de câmeras de segurança instaladas no estabelecimento onde teria acontecido o fato e ouvir testemunhas. Os policiais também vão coletar objetos e elementos que estejam relacionados ao caso para esclarecer todas as circunstâncias do ocorrido”, afirma a Polícia do Rio de Janeiro. O cantor será chamado para prestar depoimento na delegacia.

Comentários