Mesmo presos, vereadores Carlos Japonês e Jefferson Macedo têm mais de 2 mil votos

9
Mesmo presos, vereadores Carlos Japonês e Jefferson Macedo tem mais de 2 mil votos
Carlos Japonês (PPS) teve 1.263 votos, e Jefferson Macedo (PSDB), 860

Mesmo presos, vereadores Carlos Japonês e Jefferson Macedo tem mais de 2 mil votos
Carlos Japonês (PPS) teve 1.263 votos, e Jefferson Macedo (PSDB), 860

publicidade

Presos no mês passado pela “Operação Pasta Vazia”, do Ministério Público de Carapicuíba e da Polícia Civil, que apura  fraudes em processos seletivos para preencher cargos públicos com apadrinhados políticos, os vereadores Carlos Japonês (PPS) e Jefferson Macedo (PSDB) tiveram, juntos, 2.123 votos.

Mesmo atrás das grades, os parlamentares tiveram suas candidaturas deferidas pela Justiça Eleitoral e puderam disputar as eleições municipais desse ano. Carlos japonês obteve 1263 votos, e Jefferson Macedo, 860 votos. O vereador Nenê Crepaldi (PPS) havia sido preso, mas passou ao regime domiciliar após fazer delação premiada, perdendo mandato e a chance de concorrer.

publicidade

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, a campanha de Carlos Japonês teve investimentos de R$ 21.492,50. Já Jefferson Macedo teve investimento de R$ 450.

Também estão presos o vereador Paulo Xavier (PSDB), e a ex-diretora de Recursos Humanos da Prefeitura de Carapicuíba, Elaine Cristina Pereira. O ex-candidato a prefeito Everaldo Francisco da Silva (PT) e o ex-deputado estadual Isac Reis (PT) continuam foragidos.

publicidade

PSOL Carapicuíba pede cassação dos vereadores

O PSOL de Carapicuíba faz nesta terça-feira, 4, ato em frente à Câmara Municipal, a partir das 18h, em reforço ao pedido de cassação protocolado pela sigla no Legislativo da cidade.

O pedido de cassação está programado para ser discutido na pauta da sessão da próxima terça-feira. “Vivemos hoje em Carapicuíba um momento de graves acusações contra vereadores, chegando a cinco presos e que ainda assim mantém seus cargos, salários e privilégios”, disse o secretário-geral do Psol Carapicuíba, Eder Novais. “Só cabe aos próprios vereadores expulsá-los da Câmara Municipal, a população tem o direito de pressioná-los em nome do respeito e da decência de nossa cidade”.

Comentários

9 COMENTÁRIOS

  1. Pelo que sei o sr Jeferson encontra com suas atividades normais de cantor gospel, o que nos deixa com uma pulga atras das orelhas é que os vereadores de Carapicuíba foram detidos por supostamente indicar pessoas desempregadas para trabalhar, o atual prefeito e os atuais vereadores, secretários dão emprego e publicam nos jornais e cade MINISTÉRIO PÚBLICA E JUSTIÇA PARA VER ISSO?, será que não houve interesse de alguém nas eleições de 2016 para realizarem aquela ação para favorecer alguém ?? MINISTÉRIO PÚBLICO NÃO PODE PREVARICAR E NEM TOMAR LADO, olha que estamos acreditando que ATUAL PREFEITO MANDA NO MP, NO JUDICIÁRIO GERAL DA CIDADE conforme vídeo da VEREADORA NÉIA COSTA .. ACORDA AUTORIDADES E FISCALIZA ATUAL ADMINISTRAÇÃO E ATUAL CÂMARA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFaculdade Municipal de Barueri tem inscrições abertas
Próximo artigoNa Câmara, vereadores reproduzem embate entre Lins e Lapas