Novo reservatório para abastecer região do Jd. Conceição deve entrar em funcionamento até maio

0
O gerente da Unidade de Gerenciamento Regional da companhia do governo do estado, Josué Fraga da Silva, dá explicações durante audiência pública sobre abastecimento de água em Osasco / Foto: Leandro Conceição

Leandro Conceição

publicidade

Um reservatório da Sabesp com capacidade para 10 milhões de litros de água deve entrar em operação em maio para atender a região do Jardim Conceição, uma das áreas de Osasco mais afetadas pela crise no abastecimento de água no estado. A medida deve diminuir a falta d’água frequente no local. São comuns relatos de moradores que chegam a ficar mais de três dias sem água nas torneiras.

“Em maio, quem mora no Jardim Conceição, no Jardim Primeiro de Maio, já vai sentir a diferença no abastecimento”, afirmou o gerente da  Unidade de Gerenciamento Regional da Sabesp, Josué Fraga da Silva, em audiência pública sobre o abastecimento de água em Osasco realizada na tarde desta sexta-feira, 24, na Câmara Municipal.

publicidade
O gerente da Unidade de Gerenciamento Regional da companhia do governo do estado, Josué Fraga da Silva, dá explicações durante audiência pública sobre abastecimento de água em Osasco / Foto: Leandro Conceição
O gerente da Unidade de Gerenciamento Regional da companhia do governo do estado, Josué Fraga da Silva, dá explicações durante audiência pública sobre abastecimento de água em Osasco / Foto: Leandro Conceição

Questionado por vereadores, o representante da companhia do governo do estado também falou sobre ações realizadas pela Sabesp para amenizar os impactos da crise da água no município. Entre elas, a transferência de água de outros reservatórios para a cidade. “Osasco era atendida 100% pelo Sistema Cantareira. Hoje é 45% pelo Sistema Cantareira e o restante pelo Sistema Guarapiranga”, explicou Silva.

Outras cidades
Além do Jardim Conceição, a Sabesp está implantando novos reservatórios – uma espécie de caixa d’água gigante – na região em Barueri (Tamboré) Embu das Artes (Santo Eduardo) e Itapecerica da Serra (Jacira).

publicidade

No total serão 29 reservatórios na região metropolitana até o final do ano, entre eles um para atender a região central de Barueri, um na Vila Dirce, em Carapicuíba, e outro em Cotia.

“Déficit com a zona Norte”

Durante a audiência pública na Câmara de Osasco, o representante da Sabesp, Josué Fraga da Silva, também admitiu que a companhia do governo do estado tem “um déficit com Osasco no que diz respeito à zona Norte”.

De acordo com ele, “existe o compromisso da Sabesp, em conjunto com a Prefeitura, de resolver esse déficit”. Um dos projetos para melhorar o atendimento da companhia na região é a implantação de um novo coletor de esgoto no Mutinga, cuja obra estaria atrelada ao projeto de urbanização local realizado pelo município.

Comentários