Osasco deve ter protesto contra assassinato de homem negro por seguranças do Carrefour

0
racismo carrefour
João Alberto Silveira de Freitas, um homem negro de 40 anos, foi espancado até a morte por seguranças do Carrefour em Porto Alegre nesta quinta-feira (19)

Um grupo de manifestantes planeja realizar um protesto contra o racismo em frente ao Carrefour de Osasco na tarde desta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, em decorrência do assassinato de um homem negro por seguranças da rede de hipermercados em Porto Alegre.

publicidade

João Alberto Silveira de Freitas, de 40 anos, foi espancado até a morte por seguranças do Carrefour, nesta quarta (19).

João Alberto Silveira de Freitas foi espancado até a morte no Carrefour em Porto Alegre

publicidade

Protestos contra o assassinato de João Alberto são organizados via redes sociais em diversas cidades do país, com a hashtag #JustiçaPorBeto.

publicidade

Não é a primeira vez que a rede de hipermercados é foco de acusações de racismo. Em Osasco e outras cidades, o Carrefour já protagonizou escândalos semelhantes. Em 2009, o técnico em eletrônica Januário Santana foi vítima de racismo e espancado e humilhado por seguranças do hipermercado em Osasco.

racismo carrefour
Januário: espancado por seguranças do Carrefour em Osasco após ser acusado de roubar o próprio carro

Os vigilantes da loja o acusaram de ter roubado o próprio carro, uma Ecosport, por não acreditarem que o veículo pertencia a ele.

Reprodução

 

Comentários