Osasco tem aumento de 36% nos casos suspeitos de coronavírus, que chegam a 682

0
coronavírus osasco
Foto: reprodução

De ontem e hoje (25), o número de casos suspeitos do novo coronavírus (covid-19) notificados em Osasco subiu 36,1%, passando de 501 para 682, segundo boletim oficial divulgado pelo prefeito Rogério Lins em transmissão de vídeo ao vivo na noite desta quarta (assista abaixo).

publicidade

Dos casos suspeitos, 566 estão em análise e 105 já foram descartados. Osasco tem hoje 11 pacientes com confirmação do novo coronavírus, todos isolados e monitorados, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Rogério Lins também destacou outras ações de combate à doença em Osasco, como novos equipamentos no hospital Antonio Giglio e centros voltados ao atendimento de pacientes com coronavírus.

publicidade

O prefeito de Osasco anunciou ainda que a Prefeitura firmou parceria com dois hotéis da cidade para acolherem pacientes acometidos pela doença. “A pessoa sai do estado grave, não precisa mais de respirador, nós vamos fazer o isolamento dela em hotéis da cidade”, explicou.

coronavírus osasco
Reprodução

publicidade

Barueri

barueri coronavírus
Foto: divulgação

Além de Osasco, outra cidade da região que teve aumento expressivo nos casos suspeitos de coronavírus foi Barueri, com alta de 98%, chegando a 258 nesta quarta-feira.

Além disso, de acordo com o último levantamento, a cidade tem hoje oito pacientes com suspeita da doença internados na UTI e outros oito internados.

Até o momento, são seis casos confirmados (com contraprova feita) de coronavírus em Barueri e quatro mortes de pessoas com suspeita da doença em investigação.

Bolsonaro

osasco itapevi cotia coronavírus
Os prefeitos de Itapevi, Igor Soares, e Osasco, Rogério Lins, ignoraram o apelo do presidente Jair Bolsonaro, que quer volta à normalidade em meio à pandemia global de coronavírus, que tem causado milhares de mortes pelo mundo

Os prefeitos da região ignoraram o pedido do presidente Jair Bolsonaro de que as coisas voltem à normalidade em plena pandemia e, nesta quarta, afirmaram que as medidas de isolamento social, como fechamento de escolas e comércios continua, além de reforçarem os apelos para que a população fique em casa como forma de evitar a disseminação do coronavírus.

“Fique em casa pela sua vida, pela vida das pessoas que você ama, por um ato de humanidade. Vou sempre atender às recomendações que são técnicas, de infectologistas, epidemiologistas, membros da Vigilância Sanitária, e não políticas”, disse Rogério Lins.

CORONAVÍRUS: PREVENÇÃO À TRANSMISSÃO

O COVID-19 é transmitido por espirro, tosse e gotículas de saliva.

Os sintomas mais comuns apresentados são tosse, febre e dificuldade para respirar.

A prevenção contra o coronavírus é responsabilidade de todos.

Seguem algumas recomendações de prevenção à transmissão importantes:

– lave as mãos constantemente, com água e sabão. Lave os dedos, o espaço entre eles, o dorso das mãos, as unhas e o pulso.

– higienize as mãos com álcool  em gel, principalmente após fazer uso do transporte coletivo.

– mantenha dois metros de distância de qualquer pessoa tossindo ou espirrando e evite locais de aglomeração.

– evite tocar os olhos, nariz e boca, sem lavar as mãos antes.

– ao tossir e espirrar cubra a boca e o nariz com o antebraço (não com as mãos) ou com lenço descartável.

– evite locais com grande aglomeração.

– evite compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

– mantenha os ambientes bem ventilados.

– Idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta anos) e portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabete, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico, nos termos definidos pelas autoridades de saúde sanitária devem ficar em isolamento domiciliar.

Comentários