Palmeirense que atropelou 2 corintianos e matou 1 em Osasco é condenado a 22 anos de prisão

0
palmeirense é condenado por atropelar corintianos em Osasco
O torcedor corintiano José Arthur Tavares não resistiu / foto: reprodução redes sociais

Diogo de Moura Santos, torcedor do Palmeiras, foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão por ter atropelado dois corintianos em Osasco. Uma das vítimas morreu. O crime aconteceu em abril de 2018.

Na semana passada, Diogo recebeu a sentença de 15 anos de prisão pelo homicídio de José Arthur Tavares, e 7 anos e seis meses pela tentativa de homicídio contra o Flávio Engênio Rodrigues da Silva.

Naquele ano, as duas vítimas estavam em frente à sede de uma torcida organizada alvinegra, que fica em Osasco, e comemoravam a conquista do título do Corinthians no Campeonato Paulista, contra o Palmeiras.

Publicidade

De acordo com a acusação, Diogo passava pelo local e decidiu jogar o carro em cima dos torcedores adversários. “Revoltado com o resultado do torneio, decidiu matá-los. Para tanto, acelerou seu veículo de forma súbita e incompatível com o local e, ao se aproximar da aglomeração de torcedores, repentinamente virou seu automóvel para a direita, passou-o sobre os cones de sinalização e jogou-o sobre as pessoas que lá estavam”, diz a denúncia da promotoria de Justiça.

Diogo foi condenado por homicídio e tentativa de homicídio, qualificados por meio cruel, motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

Comentários