Para Lapas, principal avanço da gestão é o planejamento

1

Prefeito Jorge Lapas comemora avanços na gestão, chegada do centro de oncologia e andamento de obras / Foto: Eduardo Metroviche
Prefeito Jorge Lapas comemora avanços na gestão, chegada do centro de oncologia e andamento de obras / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Fernando Augusto

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), fez ao Visão Oeste nesta semana um balanço das ações em andamento na cidade, com base no programa de governo apresentado na eleição do ano passado. Ele considera o maior avanço de sua gestão o planejamento e a maior fiscalização em relação a posturas municipais.

Secretaria de Planejamento deu um passo gigantesco

publicidade

“A Secretaria de Planejamento deu um passo gigantesco na organização do governo. Hoje temos mapeado no Google todas as obras que estamos fazendo e vamos fazer. Acessando o projeto, sabemos em que estágio ele está”, disse Lapas, que também lembrou das frequentes apreensões de entulho irregular e o cumprimento da lei Cidade Limpa, com a adequação de fachadas pelo comércio.
O prefeito também falou sobre o andamento de projetos em outras áreas do governo.

Saúde
Lapas disse que em aproximadamente um mês deve ser inaugurado o centro de oncologia (tratamento de câncer) na cidade. “Dentro do nosso programa de governo tinha a clínica de oncologia, que o governo do estado acabou assumindo, mas já havia um compromisso do Ministério da Saúde de bancar isso. Então, para mim não importa quem está fazendo. Acho que em um mês mais ou menos deve estar sendo inaugurado esse centro oncológico que vai atender a região toda”, afirmou.

publicidade

O prefeito disse que o maior problema na área continua sendo a falta de médicos e voltou a insistir no modelo de gestão por Organizações Sociais (OS). “A mudança do modelo de gestão é que vai dar um salto de qualidade. Estamos fazendo um estudo para implantação de OS”.

Obras viárias
O projeto mais ambicioso é a construção de uma nova entrada para Osasco pela rodovia Castelo Branco, um dos principais gargalos do trânsito. “Hoje já temos um projeto básico, que foi apresentado pela Artesp numa reunião na Secretaria de Transporte do Estado e já há um compromisso deles fazerem o projeto executivo, que é um projeto caro. Uma obra de R$ 50 milhões, R$ 60 milhões, só um projeto desse é da ordem de R$ 5 milhões. Então já é uma conquista para a cidade saber que está sendo elaborado esse projeto”, afirmou.

Desafios importantes ainda não têm solução

Temas importantes que compuseram a plataforma de campanha continuam sem perspectiva de solução. É o caso do bilhete integrado no transporte público.
De acordo com Lapas, esta é uma das pautas do Consórcio Intermunicipal que está sendo formado. Outro desafio para o governo Lapas é tentar retomar a obra do Pronto Socorro do Jardim D’Abril, parada há cerca de 10 anos.

Um imbróglio jurídico envolvendo a licitação, feita em 2001, impede o término da obra. “Semana passada teve uma reunião com o Ministério da Saúde em São Paulo e os técnicos pediram para ir a Brasília para tentar resolver esse imbróglio”, disse Jorge Lapas esta semana.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConsórcio de municípios volta a se reunir
Próximo artigoExpectativa