Preços abusivos em supermercados em Carapicuíba são denunciados no “Brasil Urgente” | Vídeo

0
Preços abusivos em supermercados em Carapicuíba são denunciados no Brasil Urgente Vídeo
Um pacote de cinco quilos de arroz foi encontrado nas prateleiras por quase R$ 20 / Foto: reprodução

Apresentado por José Luiz Datena, o “Brasil Urgente”, da Band, exibiu nesta segunda-feira (6), uma reportagem denunciando preços abusivos cobrados por supermercados de Carapicuíba em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Os itens essenciais de uma cesta básica estão cada vez mais caros. Um pacote de cinco quilos de arroz está sendo vendido de R$ 15 a quase R$ 20, enquanto um quilo do feijão foi encontrado nas prateleiras por quase R$ 10.

O preço do leite também subiu. A caixa de um litro que custava aproximadamente R$ 2,50 está sendo vendida a quase R$ 4. “Não estou entendendo o porque disso não. Eles estão aproveitando a situação que estamos vivendo hoje”, disse um consumidor.

Publicidade

Em alguns mercados, o estoque do papel higiênico estava baixo e o pacote com 32 rolos, sendo vendido a mais de R$ 40. “Você vai no mercado e manhã e vê as coisas com um preço. Se vai a tarde, encontra outro preço. Tem gente que não tem dinheiro, está difícil”, reclamou outra consumidora.

A reportagem (assista abaixo) visitou mais de um supermercado e encontrou reajustes maiores no setor de alimentos. Os supermercados têm colocado a culpa na indústria e dizem que os fornecedores estão repassado produtos com valores mais caros.

“Esse aumento foi um exagero, de um dia para o outro. Fica difícil porque não tem fiscalização. Em uma pandemia dessa, o planeta parado e você vendo gente abusando. É um crime e quem faz isso merece ir pra cadeia”, disse outro consumidor, que também destacou o aumento no preço do gás, na região.

O Procon tem recebido denúncias de preços abusivos em produtos como álcool gel e gás de cozinha desde a início da pandemia. Há denúncias do aumento de quase 70 % no preço do arroz, leite e do feijão.

Na semana passada, um supermercado de Osasco foi multado em R$ 200 mil por aumento abusivo nos preços em meio à crise do coronavírus.

Denuncie

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), é caracterizado como prática abusiva elevar sem justa causa o preço de produtos ou serviços. Dessa forma, se o cliente se deparar com algum valor de produtos ou serviços durante a pandemia, que considere abusivo, pode fazer a denúncia via internet (www.procon.sp.gov.br), aplicativo “Procon SP” – disponível para Android e iOS – ou redes sociais, marcando @proconsp, indicando o endereço ou site do estabelecimento.

Comentários