Região tem aumento em todos os tipos de crimes

Região tem aumento em todos os tipos de crimes

0
Compartilhar

De acordo com dados da Secretaria de Segurança, apenas Carapicuíba teve menos homicídios
De acordo com dados da Secretaria de Segurança, apenas Carapicuíba teve menos homicídios

Fernando Augusto

Em um ano marcado pela guerra não declarada entre a polícia e o crime organizado, as estatísticas divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública do estado mostram números preocupantes sobre a escalada da violência na região Oeste da Grande São Paulo. A reportagem analisou números de nove cidades e houve aumento na ocorrência de todos os crimes, na comparação com 2011.

Publicidade

O último trimestre de 2012 registrou chacinas e assassinatos de policiais. O crime mais grave contra a vida, homicídio doloso, teve aumento de 21,7% em relação ao ano anterior. Foram 408 vítimas. (veja tabela ao lado).
O município que teve a maior explosão de homicídios foi Taboão da Serra, com crescimento de 92%. Por lá, a guerra começou em outubro, com nove mortos apenas na noite do dia 9. Em novembro, outra chacina matou três no bairro Jardim Comunitário.

Em Barueri, município que também foi alvo de atiradores que matavam aparentemente a esmo, como aconteceu frequentemente no último trimestre de 2012, o índice de homicídios dolosos também registrou grande aumento: 87,5%.

Publicidade

Outros crimes
Mas a onda de violência que atingiu o estado de São Paulo também se refletiu no crescimento de outros tipos de crimes.
Em termos percentuais, o crime que mais aumentou de 2011 para 2012 na região Oeste foi o latrocínio, que é o roubo onde acaba ocorrendo a morte da vítima. Um crescimento de 58,8%. Em Taboão da Serra esta modalidade saltou de um para sete registros. Ao todo, foram 27 nos nove municípios pesquisados.
Também aumentaram consideravelmente as ocorrências de estupro (+29,5%) e tentativas de homicídio (+16,1%).

Ônibus foi incendiado em Carapicuíba em outubro / Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress
Ônibus foi incendiado em Carapicuíba em outubro / Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress

Com chacinas, Osasco tem 96 homicídios

A cidade mais populosa da região registrou aumento de mais de 20% nos casos de homicídio doloso, latrocínio, estupro, roubo e tentativa de homicídio.
Os crimes que mais marcaram Osasco aconteceram no fim do ano. Em 25 de novembro homens mascarados atiraram contra um bar na rua Fortaleza, no Rochdale, onde acontecia um aniversário. Quatro morreram, entre eles duas crianças.

Dia 22 de outubro, três foram mortos após homens passarem atirando em um bar na rua Serafim Marques dos Reis, no Pestana, próximo ao 1º Distrito Policial.
O capitão da Polícia Militar Joaquim Keida Mendonça, que comanda a área compreendida pelo 1º DP (Pestana), 5º DP (Centro) e 9º DP (Presidente Altino) diz que os crimes que mais o preocupam são roubo e furto de veículos. “Estamos reforçando o policiamento e já identificamos os pontos de maior índice de roubos, principalmente de motos”, afirma. Segundo ele, os demais tipos de crimes “estão sob controle”.
A reportagem pediu respostas da Polícia Militar e Secretaria de Segurança Pública, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno.

Compartilhar

Comentários