Rogério Lins retorna ao Brasil e está detido no Centro de Detenção Provisória de Osasco

2

Após publicação de vídeo em sua página do Facebook, na manhã deste domingo, 25, o prefeito eleito de Osasco Rogério Lins (PTN-Podemos) retornou da viagem que estava fazendo com a família aos Estados Unidos e se entregou à Polícia Federal.

publicidade

O portal G1 informou, que ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista (Deatur) de Cumbica, onde a ocorrência foi registrada. Lins está detido no Centro de Detenção Provisória de Osasco.

Rogério Lins e mais 13 vereadores de Osasco são acusados de fazer parte de um esquema de contratações de funcionários fantasmas e ficar com os salários. Entre os acusados na Operação Caça Fantasmas do Ministério Público estadual, 11 parlamentares estão presos na penitenciária de Tremembé, no interior paulista desde o dia 6.

publicidade

Karen Gaspar (PTdoB) está foragida e abriu mão do mandato de vereadora. Andrea Capriotti (PEN) vai para prisão domiciliar quando receber alta. A parlamentar está no hospital se recuperando das sequelas de um acidente de carro.

 

publicidade

 

Comentários