Visão Atenta

1

Cunha…
O prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), minimizou, em evento na noite de sexta-feira, 17, a oficialização do rompimento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com o governo da petista Dilma Rousseff. A medida foi tomada um dia depois de ter vazado o depoimento de um delator da Operação Lava Jato que acusa Eduardo Cunha de ter recebido 5 milhões de dólares em propina.

publicidade

… na Oposição
“Ele (Cunha) não passa a ser oposição hoje, ele sempre fez oposição à Dilma. Todas as disputas que houve e os retrocessos que ele patrocinou nas votações na Câmara, foram sempre em desacordo com o que a gente sempre defendeu. É ruim por ser o presidente da Câmara, mas, do ponto de vista do PT, a gente nunca foi aliado”, afirmou Lapas. O deputado federal Valmir Prascidelli (PT-SP) rebateu as acusações de Cunha de que o governo Dilma tenha atuado para incriminá-lo na Operação Lava Jato. “O governo tem se mantido isento, inclusive quando integrantes do PT são acusados”.

“Imparcialidade”
Prascidelli disse esperar que Cunha mantenha “imparcialidade na condução da mesa diretora da Câmara”. “Que ele não se utilize deste instrumento [a presidência da Casa] para poder fazer luta política, de modo que possa encobrir qualquer investigação contra ele e potencializar outras investigações de modo seletivo”.

publicidade

Pensões
O vereador Sebastião Bognar (PSDB) defendeu o projeto que estabelece uma pensão vitalícia a 40 parlamentares e ex-parlamentares que contribuíram para o Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (IPESP). O IPESP foi extinto em 1994 e o dinheiro referente às contribuições foi repassado à prefeitura, mas os parlamentares não receberam. Para Bognar, o projeto das pensões vitalícias “é correção de uma injustiça com quem contribuiu. Tem gente de 90 anos de idade dependendo do filho para viver”.

Sem mais
O presidente da Câmara de Itapevi, Julio Portela (PP), afirmou que não será colocado em pauta um possível aumento do número de vereadores na Casa. A Câmara itapeviense tem 17 parlamentares e, pela lei eleitoral, poderia ter até 21.

publicidade

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. olha se preparem os tais políticos pós terão grande surpresas pra a procima eleição ,estamos abandonados e pior falta tudo ,um municipio como o nosso esta sem rumo eramos a anos atraz uma cidade das melhores em qualidade de vida hoje estamos quase fora da dita tabela ,veremos coisas ou mudanças pós assim não da ,e melhor ta chegando nossa vez ou mudamos ou so DEUS pra nós ajudar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFeira de Adoção de Animais acontece neste sábado, 25
Próximo artigoCafé com sindicalistas