Amaro Pereira: Risco de retrocesso na segurança em Alphaville e em Barueri

Amaro Pereira: Risco de retrocesso na segurança em Alphaville e em Barueri

1
Compartilhar
Amaro Pereira Vigilante e presidente do Sindicato dos Vigilantes de Barueri

Desde o mês passado, a Secretaria de Segurança de Barueri passou a atuar na base da Alameda Rio Negro, em Alphaville. Embora louvável a atitude da Prefeitura em tentar melhorar a segurança no bairro, cabem algumas ponderações com relação a esta decisão.

Alphaville completou 44 anos e, durante esse tempo inteiro, sempre foi autossuficiente nas questões de urbanismo, paisagismo, administração e a própria segurança. E há índices que comprovam que ali a realidade em termos de segurança não dá nem para comparar com outros bairros, mais afastados. É um bairro que serve de modelo para o país.

Enquanto isso, em áreas mais afastadas de Barueri, como Parque Imperial, Jardim Silveira etc. são comuns as reclamações relacionadas à segurança.

Publicidade

Então, é injusto que a prefeitura concentre em Alphaville guardas municipais que poderiam estar atuando em outros bairros, onde os moradores não têm os mesmos recursos e a segurança é precária. Em Alphaville, o sistema privado sempre funcionou com alta eficácia, beneficiando toda a população.

A segurança privada em Alphaville é exemplo para o Brasil. Quando se falava em monitoramento, há 15 anos atrás, Alphaville foi pioneiro a trazer o sistema. E todo mundo se beneficiou. Há um sistema de segurança excelente lá, com fibra ótica, profissionais qualificados, que prestam um serviço extremamente eficaz.

Publicidade

Agora, esta interferência da Prefeitura pode comprometer a tecnologia e inovação que há no sistema de segurança de Alphaville, já que a Prefeitura não dispõe dos mesmos recursos. De quebra, se a atuação da guarda municipal nas bases de Alphaville se expandir, há o risco de demissão para os profissionais de segurança que atuam nelas.

Alphaville tem hoje cerca de 150 profissionais de segurança altamente capacitados só na área operacional, fora o pessoal do monitoramento, da operação etc.. E todos estes profissionais têm mostrado diariamente a sua competência em oferecer segurança em Alphaville.

Portanto, por melhor que seja a intenção, pedimos à Prefeitura de Barueri que reavalie se mudanças na segurança de Alphaville devem ser a prioridade do município neste momento.

Além de não dispor dos mesmos recursos para manter um sistema de excelência em Alphaville, o município concentra esforços em um bairro que tem um sistema de segurança próprio, que sempre funcionou muito bem. Esforços que poderiam ser destinados a regiões onde a demanda por reforço na segurança é grande.

Publicidade

Esse contrassenso coloca os avanços da segurança de Alphaville em risco o que, consequentemente, pode aumentar os perigos à população e ao emprego de profissionais que tanto se dedicam para manter um sistema de excelência naquele bairro.

Importante frisar ainda que a segurança sempre funcionou bem em Alphaville independentemente de questões políticas ou partidárias da gestão do momento.

E uma interferência da gestão pública, por desejo de mostrar Alphaville como “vitrine”, ou qualquer outro, pode deixar uma área tão crucial e que tem recebido tanta atenção à mercê de interesses ou divergências políticas, enquanto ao longo dos anos o atual sistema demonstra no dia a dia sua eficácia, independentemente de quem seja o prefeito, o secretário de segurança, de quem quer que seja.

Compartilhar

Comentários