Câmara fica quase vazia em manhã de prisão de vereadores

Em meio ao escândalo das prisões preventivas de 14 vereadores em Osasco, na Operação Caça Fantasmas, do Ministério Público, o Cartório Eleitoral decidiu pelo cancelamento da cerimônia de diplomação, que aconteceria dia 16.

publicidade

Agora, para receber os diplomas, os vereadores e o prefeito eleito, Rogério Lins, que também teve a prisão preventiva decretada, terão de procurar o cartório eleitoral.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui