Com 80 casos, Osasco intensifica combate à dengue

1

William Galvão

publicidade

Na segunda-feira, 17, a Prefeitura de Osasco deu início aos mutirões de combate à dengue, que devem acontecer em todos os bairros. A medida se intensificou após a divulgação de dados da Secretaria da Saúde, que confirmaram o registro de 80 casos da doença desde o início do ano. O número é dez vezes maior na comparação com o mesmo período de 2013, que teve oito casos.
O primeiro bairro atendido foi Presidente Altino, que teve até agora a maior incidência da doença, com 19 casos. A ação reuniu 110 agentes comunitários da Saúde, que estiveram de porta em porta, identificando possíveis focos e orientando os moradores.

25% dos casos são de moradores de Presidente Altino 

Ao todo, 450 agentes participam da vistoria até o final dos mutirões. Nos locais onde forem confirmados os casos de dengue, a equipe pode optar por dois procedimentos, dependendo da gravidade. O primeiro é a nebulização, quando é aplicado o inseticida líquido no local, que ocorre no chamado “estágio alado”. E, no segundo, no “estágio larvário”, o mosquito é combatido pela verificação técnica, que coloca em locais de “foco” outro produto, capaz de eliminar as larvas.

publicidade

Segundo a dona de casa Alice Pimentel, moradora de Presidente Altino, a vistoria vai ajudá-la na hora da prevenção. “É muito bom por que às vezes a gente acha que está fazendo do jeito certo pra não dar mosquito, mas está fazendo errado”. Já o administrador Silas Medeiros, conta que “já teve casos de dengue na família, tem um vizinho que está com dengue, todos estamos bem atentos, ajudamos sempre que possível os vizinhos também, por que nem sempre a prefeitura dá conta”.

O diretor do Departamento de Vigilância em Saúde de Osasco, Fábio de Souza Cardoso, disse que não há surto da doença e listou os principais procedimentos de combate à dengue. “colocar os pratinhos de planta de ponta cabeça, manter caixas d´água bem fechadas, não jogar lixo em terreno baldio.

publicidade

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. OLa, provavelmente o Sr. Fabio de Souza Cardoso deve morar em alguma alameda nos jardins, pois e so verificar em postos de saude e pronto socorros na regiao de OSasco e vera a quantidade de caso de dengue.
    Portanto o povo nao necessita de bolsa dengue e nem fumace de Cuba para amenizar o surto da doenca que o Sr. Mencionai nao existir.

    s

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConcurso público vai abrir quase 3 mil vagas
Próximo artigoComissão processante divide a Câmara