Grupo NotreDame Intermédica se funde à Hapvida e nova companhia passa a ter 13,6 milhões de beneficiários

O valor de mercado combinado das duas operadoras de planos de saúde é de cerca de R$ 110 bilhões

0
intermedica osasco
Reprodução / Google

As operadoras de planos de saúde Hapvida e Grupo NotreDame Intermédica concretizaram uma fusão que cria um negócio de mais de R$ 100 bilhões e dá alcance nacional para as duas companhias. O negócio foi anunciado no sábado (27).

publicidade

Como resultado da fusão, a companhia passa a contar com uma rede de 84 hospitais, 280 clínicas e 257 unidades de diagnóstico por imagem. Na região, há unidades do Grupo NotreDame Intermédica em Osasco, Barueri, Carapicuíba e Itapevi, entre outras. Serão ao todo 13,6 milhões de beneficiários em todo o país e receita de aproximadamente R$ 18 bilhões.

O valor de mercado combinado das duas operadoras de planos de saúde é de cerca de R$ 110 bilhões. A estimativa é que a nova empresa oriunda da fusão detenha participação de mercado entre 15% e 17,7%.

publicidade

A fusão depende de aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). “Acabamos de assinar os documentos que permitirão a combinação dos negócios entre Hapvida e GNDI. Lembro, no entanto, que essa operação será submetida aos reguladores, ANS e Cade, e tenho certeza que em breve teremos todas as aprovações”, disse Jorge Pinheiro, presidente do Sistema Hapvida.

“Essa operação há muito a gente vislumbra e verifica a possibilidade, porque potencializa a nossa chance de atender cada vez mais pessoas”, declarou o empresário.

publicidade

Ações

O acordo anunciado no sábado (27) prevê a incorporação das ações da NotreDame Intermédica pela Hapvida. Cada acionista da NotreDame deve receber 5,2490 ações ordinárias da Hapvida por papel da empresa, além do valor de R$ 6,45, o que resultará na empresa combinada em que acionistas da Hapvida passariam a deter 53,6% do capital social enquanto os da Intermédica vão ter 46,4%.

O negócio será deliberado pelo conselho das duas companhias em assembleias convocadas para 29 de março.

Comentários