Início Cidades Barueri Hospital Regional de Barueri tem 60% das obras concluídas

Hospital Regional de Barueri tem 60% das obras concluídas

0
hospital regional de barueri
Hospital Regional Rota dos Bandeirantes, está localizado na avenida Aníbal Correia, Jardim San Diego / Foto: secom

A primeira fase das obras de construção do Hospital Regional Rota dos Bandeirantes, na avenida Aníbal Correia, no Jardim San Diego, em Barueri, deve ficar pronta em setembro deste ano. Até o momento, a Secretaria de Obras concluiu 60% dos serviços.

publicidade

Ao todo, o Hospital Regional Rota dos Bandeirantes tem 10 pavimentos, andar térreo e um heliponto – todos erguidos em terreno de 64 mil metros quadrados com 41 mil metros quadrados de área construída.

hospital regional de barueri obras
Foto: Secom

Para a primeira fase das obras, a previsão é de que em setembro sejam entregues o piso térreo, o primeiro, o segundo e o terceiro pavimentos. Os demais andares têm entrega prevista para abril de 2023.

publicidade

A construção do hospital é resultado de um convênio firmado em agosto de 2019 entre a Prefeitura de Barueri, que doou o terreno, o projeto e é responsável pelo investimento de metade da obra, e o governo estadual, que custeia a outra parte da execução e o funcionamento do equipamento depois de pronto.

obras hospital regional de barueri
Foto: Secom

Atendimento de alta e média complexidades

O Hospital Regional Rota dos Bandeirantes contará com 442 vagas descobertas de estacionamento, 17 elevadores e 360 leitos, com atendimento em oncologia com quimioterapia e radioterapia, cardiologia, ortopedia, neurologia/neurocirurgia e cirurgia bariátrica na alta e média complexidades.

publicidade

De acordo com estimativas da Prefeitura de Barueri, o novo equipamento de saúde terá capacidade para 1.100 internações e 580 cirurgias por mês. Do total de leitos previstos, 50 serão de UTI.

Além disso, o Hospital Regional terá oito salas cirúrgicas, 16 poltronas de quimioterapia e 20 consultórios; leitos de RPA (Recuperação Pós-Anestésica), Pronto Atendimento com 28 leitos de observação, salas equipadas com tomografia e ressonância magnética; parque tecnológico de última geração com acelerador linear, hemodinâmica e aparelhagem completa e digital, dentre outras áreas específicas.

Comentários