Início Política Igor Soares repudia declarações sexistas atribuídas a Mamãe Falei sobre ucranianas: “lamentável”

Igor Soares repudia declarações sexistas atribuídas a Mamãe Falei sobre ucranianas: “lamentável”

0
igor soares mamãe falei
Prefeito Igor Soares diz que deixou a presidência do Podemos por "não concordar com a postura" de Mamãe Falei / Fotos: Reprodução/YouTube

Na noite desta sexta-feira (4), o prefeito de Itapevi, Igor Soares (Podemos), criticou as declarações machistas sobre as ucranianas, que teriam sido feitas pelo deputado estadual e pré-candidato ao governo de São Paulo, Arthur do Val, o “Mamãe Falei”, em áudios que vazaram na internet hoje.

publicidade

“Repudio as declarações divulgadas pela imprensa. Lamentável a atitude do parlamentar que nunca teve o meu apoio e agora muito menos. Mais respeito, por favor”, disse o prefeito de Itapevi.

Igor Soares reforçou ainda que “fez a melhor escolha” ao deixar a presidência estadual do Podemos, em janeiro, por discordar do apoio da legenda à candidatura de Arthur do Val ao governo paulista. “Quando foi decidido pela filiação do Arthur do Val Mamãe Falei no Podemos, imediatamente sai da presidência estadual do partido por não concordar com a postura deste parlamentar. Agora, ao ter acesso a possíveis áudios do deputado sobre mulheres ucranianas, tenho convicção que fiz a melhor escolha”, disse.

publicidade

As declarações de Igor Soares vieram logo após a repercussão de áudios atribuídos ao pré-candidato ao governo de São Paulo, que teriam sido enviados para integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) durante sua viagem à Ucrânia. Nas mensagens que circulam na internet, Mamãe Falei teria afirmado que as refugiadas que encontrou na fronteira entre Eslovênia e Ucrânia “são fáceis porque são pobres”.

publicidade

“Elas olham, e eu vou te dizer, são fáceis porque elas são pobres. E aqui, cara, a minha carta do Instagram, cheia de inscritos, funciona demais. Depois eu te conto a história. Não peguei ninguém, mas eu colei em duas minas, porque eu não tinha tempo. Dois grupos de minas. É inacreditável a facilidade”, diz um trecho do áudio.

“Eu tenho 35 anos, cara, e eu nunca vivi isso. E eu nem peguei ninguém aqui. Não peguei. Só a sensação de saber que eu poderia fazer, e sentir como alguém, enfim, já sabem […]. Deusas! Que você casa, você faz tudo que ela quiser. Eu estou mal, eu não tenho nem palavras pra expressar. Quatro dessas eram minas que assim, se ela cagar, você limpa o c* dela com a língua. Assim que essa guerra passar eu vou voltar para cá”, continua. “Se você pegar fila da melhor balada do Brasil, na melhor época do ano, não chega aos pés da fila das refugiadas aqui. Eu estou mal, eu estou triste, é inacreditável”.

“Gravíssimas e inaceitáveis”, diz Podemos

Com a repercussão na noite desta sexta (4), Mamãe Falei tem recebido uma enxurrada de críticas. O Podemos considerou as declarações como “gravíssimas e inaceitáveis”.

“[As falas] não se resumem ao completo desrespeito à mulher, seja ucraniana ou de qualquer outro país, mas de violações profundas relacionadas a questões humanitárias, em um momento em que esse povo enfrenta os horrores da guerra. O Podemos repudia com veemência as declarações e, com base nelas, instaura de imediato um procedimento disciplinar interno para apuração dos fatos. Até este momento o partido não havia conseguido contato com o deputado, que estava em voo”, diz nota assinada por Renata Abreu, deputada federal e presidente do partido.

Quem também criticou as declarações foi Sérgio Moro, que disse ter rompido com Mamãe Falei. “Jamais dividirei meu palanque e apoiarei pessoas quem têm esse tipo de opinião e comportamento”, escreveu Moro.

João Doria também se manifestou: “Repudiante a fala do deputado Arthur do Val sobre as mulheres ucranianas. Inaceitável! Vergonhoso!”.

“Me ligou para saber o quão f*dido está”

A deputada estadual Isa Penna (Psol) disse que recebeu uma ligação do parlamentar, que teria ligado “para saber o quão f*dido está”. “E eu não só falei que acho o áudio dele escroto, como disse que acho que ele está muito ferrado”, declarou Isa, em vídeo publicado no Twitter.

A parlamentar classificou o episódio como “inacreditável”. “Eu sou a deputada que conseguiu punir pela primeira vez um deputado por misoginia, assédio e machismo. Sou da Alesp que nem ele, ele sabe que eu vou pra cima. É minha obrigação!” disse Isa, em outra publicação no Twitter.

O assunto é um dos mais comentados desta noite no Twitter. Arthur do Val deve chegar ao Brasil neste sábado (5) e não se pronunciou até o momento.

Comentários