Pré-candidato a prefeito de Osasco diz que foi vítima de tentativa de extorsão: “Estou revoltado”

1
lindoso osasco
Trecho de mensagem que teria sido enviada nas redes sociais à esposa de Lindoso / Foto: reprodução

Pré-candidato a prefeito de Osasco, o vereador Elissandro Lindoso, o Dr. Lindoso (Republicanos), diz que foi vítima de uma tentativa de extorsão: “Estou revoltado”, afirmou, em transmissão de vídeo ao vivo nas redes sociais na noite desta segunda-feira (1º).

De acordo com Lindoso, a tentativa de extorsão foi feita com uma gravação realizada em uma reunião entre ele e funcionários de seu gabinete em 2017. Chegaram a pedir R$ 200 mil para não divulgar o material. “Quero [desenho de dinheiro] para não publicar nas redes sociais o que eu tenho”, declarou o criminoso em mensagem enviada à esposa de Lindoso.

O pré-candidato diz que o criminoso começou a entrar em contato com ele e a esposa, Loraine, em abril de 2018. “Tentaram me intimidar, me amedrontar. E não só a mim, os covardes fizeram isso com a minha família. Mandaram mensagens à minha esposa, a pessoas da minha família, para poder intimidar, amedrontar”.

Publicidade
lindoso osasco
Vereador mais votado na última eleição, Dr. Lindoso é pré-candidato a prefeito de Osasco pelo Republicanos

No dia 6 de abril de 2018, Lindoso foi à delegacia e registrou boletim de ocorrência. Orientado por policiais, o parlamentar e a esposa mantiveram contato com o criminoso para tentar ajudar as investigações a chegarem até ele.

De acordo com o vereador e pré-candidato a prefeito, criminosos têm usado declarações dele fora de contexto para ameaçá-lo. “Desde 2018 têm feito publicações [nas redes sociais] para me intimidar. Pegam partes da gravação, usam frases fora de sentido para poder denegrir a minha imagem”, declarou Lindoso.

As investigações correm em segredo de Justiça. O parlamentar reclama que, mesmo assim, funcionários da Prefeitura teriam tido acesso a trechos da gravação.

Presidente da OAB

É o segundo caso público de tentativa de extorsão relacionado a Dr. Lindoso. Em outubro de 2017, a então presidente da OAB de Osasco, Libânia Aparecida da Silva, chegou a ser presa em flagrante acusada de tentar extorquir o parlamentar.

oab osasco
Libânia, ex-presidente da OAB de Osasco, chegou a ser presa sob acusação de extorquir Lindoso / Foto: Lana Alves / Visão Oeste

Ela foi detida em um restaurante no Km 53 da rodovia Castello Branco por policiais civis após receber um envelope com uma quantia em dinheiro de Lindoso. O parlamentar, que era presidente da Câmara Municipal, vinha sendo alvo de denúncias de Libânia e denunciou a tentativa de extorsão à polícia.

Libânia estava com o marido, que também foi preso. “O marido fez contato comigo e afirmou que queria dinheiro e cargos para que não houvesse mais ameaças”, disse, na época, o parlamentar.

A então presidente da OAB de Osasco havia entrado com um pedido de cancelamento da licitação para aluguel de veículos aos parlamentares osasquenses. Libânia também havia relatado ter sido ofendida por Lindoso quando foi ao gabinete dele questionar o aluguel de veículos e o aluguel de um novo imóvel para a Câmara Municipal.

Comentários