O Ministério Público do Estado de São Paulo deflagrou na manhã desta terça-feira, 6, mais uma fase da Operação Caça Fantasmas. Segundo informações preliminares, há 15 mandados de prisão preventiva sendo cumpridos relacionados a vereadores na Câmara Municipal de Osasco.

publicidade

Um deles é para o prefeito eleito, Rogério Lins (PTN), que pediu afastamento do cargo de vereador na semana passada e estaria em viagem para fora do país.

A PM também cumpre 15 mandados de busca e apreensão.

publicidade

A operação investiga um suposto esquema fraudulento de funcionários fantasmas na Câmara de Osasco.

A reportagem está apurando o caso. Leia mais informações em instantes.

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui