Vereadores de Osasco reclamam de aumento na conta de luz em meio à pandemia

0
conta de luz osasco
Moção de repúdio foi apresentada na Câmara Municipal pelo vereador Batista Comunidade / Foto: Visão Oeste/CMO

Os vereadores de Osasco aprovaram, por unanimidade, na sessão de terça-feira (8), uma moção de repúdio que questiona o aumento da tarifa de energia elétrica em todo o país, autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em meio à pandemia de covid-19.

publicidade

Desde o dia 1º, a Aneel adicionou bandeira tarifária vermelha, patamar 2, devido a, segundo a agência, os baixos níveis dos reservatórios das hidrelétricas. Com isso, o consumidor pagará R$ 6,243 a mais para cada 100 kWh consumidos.

Os parlamentares cobraram um posicionamento da Enel Distribuição São Paulo e solicitam que a empresa se aproxime do Legislativo osasquense para fornecer explicações sobre as tarifas e serviços prestados no município. “Os contribuintes têm reclamado do elevado aumento nos valores das contas de luz. A gente precisa traçar um diálogo com a Enel, porque a população precisa de explicações”, pontuou Batista Comunidade.

publicidade

O vereador afirmou ainda que a Enel precisa se posicionar a respeito da crise econômica gerada pela pandemia, que criou dificuldades para os clientes da empresa. O vereador Julião (PSB) reforçou a importância de a Enel comparecer à Câmara Municipal para prestar esclarecimentos sobre as diversas reclamações que são ouvidas nas ruas. “É importante que a Enel venha aqui, porque ouvimos as reclamações nas ruas todas as vezes que conversamos com a população e temos outros tipos de reclamações que envolvem também a iluminação pública”, disse.

Josias da Juco (PSD) sugeriu que a Câmara promova encontros com a Enel nos moldes das reuniões promovidas com a Sabesp antes da pandemia. “Nós tínhamos conversas constantes com a Sabesp há muito tempo, pelo menos uma vez por mês. Podemos fazer isso com a Enel também para que possamos esclarecer as muitas dúvidas que a população nos passa”, comentou.

publicidade

Comentários